Ilha no Pacífico Sul está banindo comida ocidental para manter população saudável
06/09/2017
Exposição mostra as belezas do Cerrado
11/09/2017

Projeto de lei quer proibir venda de veículos à gasolina ou diesel no Brasil a partir de 2030

Fonte: eco4planet

Depois de países europeus tomarem essa iniciativa, é a vez do Brasil seguir a tendência: um projeto de lei do Senado (304/2017) de autoria de Ciro Nogueira (PP-PI), pretende alterar o Código de Trânsito Brasileiro para proibir a venda de veículos movidos à gasolina ou diesel em 2030, mesmo prazo dado pela Alemanha.

E mais, dez anos depois, em 2040, passaria a ser proibido também a circulação de veículos que utilizam tais combustíveis, ou seja, um renovação completa da frota. As exceções ficam para carros de colecionadores, de estrangeiros não residentes em visita ao país (por até 180 dias) e veículos oficiais ou diplomáticos.

Na justificativa da proposta o senador defende que  “o setor de transportes responde pela sexta parte das emissões mundiais de dióxido de carbono, principal agente do efeito estufa”, e que já existem tecnologias para enfrentar a questão. E ele está certíssimo, reduzir a emissão de poluentes gerados pelos veículos tem um potencial enorme, e a tecnologia elétrica já está disponível, se desenvolvendo a cada dia.

Há um porém: a proposta excetua veículos movidos à etanol por considerá-los limpos. De fato são menos poluentes se comparados aos outros dois combustíveis, especialmente com a justificativa de que no processo de produção da cana há absorção de CO2, compensando a emissão do veículo, porém as duas coisas ocorrem em locais diferentes, ou seja, o efeito sobre grandes cidades, criando bolsões de poluição, continua, e mais, as grandes áreas de plantio de cana degradam o solo e reduzem a capacidade produtiva de alimentos, por exemplo.

O texto ainda tramita no Senado, devendo passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde são analisados aspectos legais, não o mérito da proposta, seguindo para a Comissão de Meio Ambiente (CMA), que poderá de fato analisar a proposta e inclusive rejeitá-la, e, nada sendo alterado, segue para à Câmara e então para sanção do presidente.

Importante lembrar que veículos elétricos abastecidos até mesmo por termoelétricas de carvão, a forma mais poluente de geração de eletricidade, ainda são menos poluentes se comparados aos combustíveis.

O Senado criou uma enquete para saber a opinião da população, vote SIM!

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =