30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
26/04/2021

O que é MTR (Manifesto de Transporte de Resíduos)?

O Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR é um documento que os geradores de resíduos devem emitir através do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR, e estão sujeitos à elaboração da PGRS. O mesmo permite que os resíduos gerados e destinados sejam rastreados. O documento emitido é numerado e deverá acompanhar o transporte […]
15/04/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Qualquer tipo de negócio é um potencial gerador de resíduos, uma vez que estamos constantemente utilizando materiais e consumindo alimentos em nossas atividades diárias. Acabar com os impactos negativos da geração de lixo é um desafio e tanto, porém, de alguma forma, essas atividades podem ser mitigadas e gerar impactos positivos de âmbito social, econômico e ambiental. Fazer a gestão […]
31/03/2021

Conheça a IN IBAMA 13/2012

Entre os instrumentos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/10), encontramos o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos e o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras de Recursos Ambientais. Estes instrumentos estão atribuídos ao SISNAMA – Sistema Nacional do Meio Ambiente – que dispõe como um de seus Órgãos Executores o IBAMA […]
17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear.

Qual sua importância?

O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento dos resíduos em toda a cadeia de consumo: geração, transporte e destinação. É utilizado também nos Sistemas de gestão Ambiental – SGA e durante a elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – PGRS.

Como funciona o processo de classificação?

A norma tem como premissa a desvinculação do processo de classificação em relação apenas à disposição final de resíduos sólidos.

A classificação de resíduos sólidos envolve a identificação do processo ou atividade que lhes deu origem, de seus constituintes e características, e a comparação destes constituintes com a relação de resíduos e substâncias cujo impacto à saúde e ao meio ambiente é conhecido. 

De acordo com a norma, os resíduos são classificados da seguinte forma:

  • Resíduos classe I – Perigosos
  • Resíduos classe II – Não perigosos
    • Resíduos classe II A – Não inertes
    • Resíduos classe II B – Inertes

Resíduos classe I – Perigosos

A periculosidade de um resíduo é caraterizada de acordo com suas propriedades físicas, químicas ou infectocontagiosas, podendo apresentar: 

  • Risco à saúde pública, provocando mortalidade, incidência de doenças ou acentuando seus índices; 
  • Riscos ao meio ambiente, quando o resíduo for gerenciado de forma inadequada.

Desta forma, cada uma dos fatores abaixo possui parâmetros e características para o devido enquadramento:

  • Inflamabilidade
  • Corrosividade
  • Reatividade
  • Toxicidade
  • Patogenicidade

Resíduos classe II – Não perigosos

Resíduos classe II A – Não inertes

Os resíduos não perigosos definidos como não inertes podem apresentar propriedades como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.

São aqueles que não se enquadram nas classificações resíduos classe I – Perigosos ou de resíduos classe II B – Inertes.

Resíduos classe II B – Inertes

São aqueles que quando amostrados de acordo com a NBR 10007 e NBR 10006 não apresentem nenhum de seus constituintes solubilizados de modo que ultrapasse os padrões de potabilidade de água. São considerados fatores como aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor. 

Os métodos de ensaio realizados para a classificação dos resíduos são padronizados de acordo com a ABNT e a USEPA  –  SW  846.

Anexos que constituem a NBR 10004

Anexo A (normativo) Resíduos perigosos de fontes não específicas

Anexo B (normativo) Resíduos perigosos de fontes específicas

Anexo C (normativo) Substâncias que conferem periculosidade aos resíduos

Anexo D (normativo) Substâncias agudamente tóxicas

Anexo E (normativo) Substâncias tóxicas

Anexo F (normativo) Concentração – Limite máximo no extrato obtido no ensaio de lixiviação

Anexo G (normativo) Padrões para o ensaio de solubilização

Anexo H (informativo) Codificação de alguns resíduos classificados como não perigosos

30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
23/03/2020

Prefeitura de São Paulo cria Plano de Contingência de Gestão de Resíduos Sólidos em Situação de Pandemia

Em meio a pandemia do Covid-19 muita coisa mudou na gestão de resíduos do município de São Paulo. O comportamento de consumo, demanda por insumos de saúde e o maior cuidado com o bem estar dos profissionais da reciclagem exiriram uma série de medidas que estão sendo tomadas pela autoridades competentes. As ações estão acontecendo em três frentes: Prevenção  As […]
24/07/2019

CRAFT ART BRASIL e DW! Semana do Design de SP 2019

CRAFT ART BRASIL recebe certificado Sou Resíduo Zero por reduzir e destinar corretamente todos os seus resíduos!! Nos dias 21 a 25 de agosto irá ocorrer o CRAFT ART BRASIL! O festival vai acontecer na Casa das Caldeiras, e integra a programação do Design Weekend – semana de design que acontece em vários espaços da cidade de São Paulo. O […]
19/04/2017

O futuro das cidades pode ser parecido com esta fazenda urbana em Xangai prestes a ser concretizada

Fonte: Hypeness O conceito de fazendas urbanas e verticais se encontra em ascensão atualmente, mas poucos projetos do gênero são tão ambiciosos quanto a ideia do Distrito Agrícola Urbano Sunqiao, em Xangai. O projeto, criado pela Sasaki Associates, dos Estados Unidos, deverá começar a ser construído ainda este ano e contará com uma área de 100 hectares. O que diferencia Sunqiao […]