18/10/2017

8 fontes de proteína para quem quer tirar (ou diminuir) a carne do cardápio

Fonte: thegreenestpost Quem cogita retirar a carne do cardápio (nem que seja vez ou outra), com certeza, já ouviu de outra pessoa: “Mas como você irá repor a proteína que seu corpo precisa?”. Pois o The Greenest Post responde! A nutricionista Caroline Lira Herculani, formada pelo Centro Universitário de Maringá e pós- graduanda em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional, listou para a gente dez fontes de proteína […]
18/10/2017

Desmatamento na Amazônia cai 16% no último ano, diz Sarney Filho

Fonte: WWF O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, antecipou nesta terça-feira (17) que o desmatamento na Amazônia caiu 16% entre agosto de 2016 e julho de 2017. Segundo o ministro, no período do ano anterior (agosto de 2015 a julho de 2016), o desmatamento na Amazônia havia aumentado 29%, chegando a 7.893 quilômetros quadrados. Sarney Filho atribuiu a queda […]
17/10/2017

Conheça a primeira marca de cosméticos a reciclar 100% dos resíduos de suas embalagens

Fonte: Razõesparaacreditar Antes de abrir o próximo pacote de biscoitos ou a próxima bebida, olhe a embalagem mais uma vez. Pode ser que a sua marca favorita ganhe ainda mais pontos com você. Afinal, ela pode ser uma das primeiras marcas no Brasil a se comprometer com a reciclagem das embalagens que coloca no mercado, evitando elevar ainda mais as […]
16/10/2017

Ação humana ainda é a maior causadora de incêndios florestais no Brasil

Fonte: Jornal da USP Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicam que 2017 é o segundo ano com o maior número de queimadas da história. A objetividade dos números mostra que, de janeiro a setembro, 185 mil focos de incêndio foram detectados no País; em 2010, foram cerca de 194 mil ocorrências dessa natureza. Somente em setembro deste […]
16/10/2017

A Ican – Nobel da Paz de 2017 – “A arma nuclear é inaceitável”

Fonte: Jornal da USP O Comitê Nobel norueguês atribuiu o Nobel da Paz de 2017 à Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares- Ican (sigla em inglês), por seu trabalho para a eliminação radical do armamento nuclear no mundo, chamando a atenção para as consequências desastrosas para a humanidade e para o meio ambiente do uso das mesmas. A organização […]

Fonte: Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil

Pesquisa de biocombustíveis realizada em Brasília pela Embrapa Agroenergia identificou espécies de microalgas que podem ser cultivadas em resíduos líquidos de processamento em agroindústrias, gerando matéria-prima renovável. Além dos combustíveis, podem ser gerados, entre outros produtos, rações e cosméticos. Os estudos duraram três anos e também identificaram espécies na biodiversidade brasileira.

Os estudos utilizaram a vinhaça, formada na produção de açúcar e etanol de cana, e o pome (palm oil mill effluent), gerado no processamento de dendê, aproveitado na fertirrigação das plantações. De acordo com técnicos da Embrapa, utilizá-los como meio para produzir microalgas deverá agregar valor às cadeias produtivas da cana e do dendê, produzindo mais biomassa e óleo para obter energia e bioprodutos.

Produtividade

As microalgas são organismos unicelulares e microscópicos que vivem em meios aquáticos. Elas não são plantas, mas são capazes de realizar fotossíntese e de se desenvolver utilizando luz do sol e gás carbônico. Se reproduzem muito rapidamente, proporcionando grande quantidade de óleo e de biomassa.

A produtividade pode ser de dez a 100 vezes maior que de cultivos agrícolas tradicionais. Isso chamou a atenção de setores que necessitam de grandes quantidades de matéria-prima, como biocombustíveis.

Óleos produzidos por algumas espécies quase sempre contêm compostos muito valiosos, como Ômega 3 e carotenoides. Por isso, elas também encontram espaço em indústrias que atendem nichos de mercado e pagam mais caro por matérias-primas com propriedades raras. É o caso dos cosméticos e dos suplementos alimentares.

Segundo a Embrapa Agroenergia, já existem no Brasil pelo menos quatro empresas produzindo microalgas: duas no Nordeste, com foco em nutrição humana e animal, e outras duas no interior de São Paulo, atendendo indústrias de cosméticos e também de rações, além de projetos para tratamento de efluentes.

Mercado

Estudo sobre microalgas do governo dos Estados Unidos mostrou que o uso de linhagens modificadas geneticamente chega a reduzir em 85% o custo de produção. O mercado de biocombustível está em ascensão no mundo. Na Europa, mil ônibus movidos a biometano, um biogás refinado, circulam grandes cidades do continente.

Conforme a Associação Europeia de Biogás, a Alemanha, com 185 plantas de produção do biocombustível, é o país com o maior grau de implementação da tecnologia, seguida pela Suécia, com 61.
ar.

Selo Sou Resíduo Zero

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

05/04/2017

Pesquisa da Embrapa identifica microalgas que geram biocombustíveis

Fonte: Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil Pesquisa de biocombustíveis realizada em Brasília pela Embrapa Agroenergia identificou espécies de microalgas que podem ser cultivadas em resíduos líquidos de processamento em agroindústrias, gerando matéria-prima renovável. Além dos combustíveis, podem ser gerados, entre outros produtos, rações e cosméticos. Os estudos duraram três anos e também identificaram espécies na biodiversidade brasileira. Os estudos […]
04/09/2015

Série de esculturas coloridas mostra o que está acontecendo com o plástico que jogamos fora

Série de esculturas coloridas mostra o que está acontecendo com o plástico que jogamos fora Fonte: Hypeness O artista multimídia Alejandro Durán nasceu na Cidade do México e vive no Brooklyn, em Nova York (EUA). Uma temática bastante retratada em seus trabalhos é a intervenção humana na natureza, como essa série de esculturas que ele criou e fotografou, num projeto […]
02/09/2015

O LADO NEGRO DO MERCADO DE RESÍDUOS ELÉCTRICOS E ELETRÔNICOS

O LADO NEGRO DO MERCADO DE RESÍDUOS ELÉCTRICOS E ELETRÔNICOS Fonte: Green Savers O volume de aparelhos eléctricos e electrónicos incorrectamente geridos na Europa (4,7 milhões de toneladas) é dez vezes maior do que o dos resíduos electrónicos exportados para outros países sem documentação (400.000 toneladas), de acordo com uma investigação de dois anos sobre o funcionamento do mercado de […]
31/08/2015

NOS ALIVE E SPV ENVIARAM 20 TONELADAS DE RESÍDUOS DE EMBALAGENS PARA RECICLAGEM

NOS ALIVE E SPV ENVIARAM 20 TONELADAS DE RESÍDUOS DE EMBALAGENS PARA RECICLAGEM Fonte: Green Savers Na última edição do NOS Alive, que decorreu no Passeio Marítimo de Algés em Julho, foram encaminhadas para reciclagem quase 20 toneladas de papel, cartão, plástico, metal, vidro e madeira, o correspondente a 35% do total de resíduos produzidos na montagem, desmontagem e evento. […]