15/12/2017

Sou Resíduo Zero recebe Prêmio ECO Brasil 2017

Projeto inovador em gestão de resíduos que aplica o conceito Zero Waste em empresas e eventos recebe Prêmio ECO Brasil 2017 A Eccaplan, startup de consultoria em sustentabilidade, incubada no Cietec, entidade gestora da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de São Paulo USP/IPEN, é a vencedora do Prêmio Eco Brasil 2017, promovido pela Amcham-Brasil (Câmara Americana de Comércio) em parceria […]
14/12/2017

Estudo põe Brasil entre os mais desiguais do mundo

Fonte:Deutsche Welle A desigualdade no Brasil é uma das maiores do mundo, segundo a Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, uma compilação de dados globais coordenada pelo economista francês Thomas Piketty e divulgada nesta quinta-feira (14/12), em Paris. Segundo dados do relatório, em 2015, 27% da renda do Brasil estavam nas mãos do 1% mais rico da população – a maior discrepância […]
11/12/2017

Obras do IEB integram exposição inédita sobre Tarsila do Amaral

Fonte: Jornal da USP Pela primeira vez, a artista plástica brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973) é tema de uma grande exposição nos Estados Unidos e que contará com 16 obras do acervo do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP, entre desenhos e fotografias, além do catálogo e a capa do programa da Semana de Arte Moderna de 1922, o livro Pau Brasil e […]
11/12/2017

Funcionários públicos de BH agora têm horta orgânica no trabalho

Fonte:thegreenestpost Mexer com a terra e cultivar mudas e plantas é uma ótima terapia para muita gente. Já pensou que bacana então praticar esse passatempo dentro do próprio local de trabalho? Pois os servidores da Superintendência de Limpeza Urbana de Belo Horizonte adotaram a prática: agora os funcionários do local têm uma horta à sua disposição para cultivar alimentos orgânicos. Além de […]
08/12/2017

O xodó dessa foca com uma versão sua de pelúcia é puro amor

Fonte: RPA Essa é a imagem mais comovente que você vai ver hoje! Em um santuário da vida marinha chamado Ohkotsk Tokkari Center, em Mombetsu, uma cidade da Província de Hokkaido, no Japão, vive uma foca sem orelha que não consegue ficar um minuto longe de uma versão de pelúcia de si mesma. Os funcionários do parque jamais poderiam imaginar como a foca receberia […]

Fonte: Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil

Pesquisa de biocombustíveis realizada em Brasília pela Embrapa Agroenergia identificou espécies de microalgas que podem ser cultivadas em resíduos líquidos de processamento em agroindústrias, gerando matéria-prima renovável. Além dos combustíveis, podem ser gerados, entre outros produtos, rações e cosméticos. Os estudos duraram três anos e também identificaram espécies na biodiversidade brasileira.

Os estudos utilizaram a vinhaça, formada na produção de açúcar e etanol de cana, e o pome (palm oil mill effluent), gerado no processamento de dendê, aproveitado na fertirrigação das plantações. De acordo com técnicos da Embrapa, utilizá-los como meio para produzir microalgas deverá agregar valor às cadeias produtivas da cana e do dendê, produzindo mais biomassa e óleo para obter energia e bioprodutos.

Produtividade

As microalgas são organismos unicelulares e microscópicos que vivem em meios aquáticos. Elas não são plantas, mas são capazes de realizar fotossíntese e de se desenvolver utilizando luz do sol e gás carbônico. Se reproduzem muito rapidamente, proporcionando grande quantidade de óleo e de biomassa.

A produtividade pode ser de dez a 100 vezes maior que de cultivos agrícolas tradicionais. Isso chamou a atenção de setores que necessitam de grandes quantidades de matéria-prima, como biocombustíveis.

Óleos produzidos por algumas espécies quase sempre contêm compostos muito valiosos, como Ômega 3 e carotenoides. Por isso, elas também encontram espaço em indústrias que atendem nichos de mercado e pagam mais caro por matérias-primas com propriedades raras. É o caso dos cosméticos e dos suplementos alimentares.

Segundo a Embrapa Agroenergia, já existem no Brasil pelo menos quatro empresas produzindo microalgas: duas no Nordeste, com foco em nutrição humana e animal, e outras duas no interior de São Paulo, atendendo indústrias de cosméticos e também de rações, além de projetos para tratamento de efluentes.

Mercado

Estudo sobre microalgas do governo dos Estados Unidos mostrou que o uso de linhagens modificadas geneticamente chega a reduzir em 85% o custo de produção. O mercado de biocombustível está em ascensão no mundo. Na Europa, mil ônibus movidos a biometano, um biogás refinado, circulam grandes cidades do continente.

Conforme a Associação Europeia de Biogás, a Alemanha, com 185 plantas de produção do biocombustível, é o país com o maior grau de implementação da tecnologia, seguida pela Suécia, com 61.
ar.

Selo Sou Resíduo Zero

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

05/04/2017

Pesquisa da Embrapa identifica microalgas que geram biocombustíveis

Fonte: Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil Pesquisa de biocombustíveis realizada em Brasília pela Embrapa Agroenergia identificou espécies de microalgas que podem ser cultivadas em resíduos líquidos de processamento em agroindústrias, gerando matéria-prima renovável. Além dos combustíveis, podem ser gerados, entre outros produtos, rações e cosméticos. Os estudos duraram três anos e também identificaram espécies na biodiversidade brasileira. Os estudos […]
04/09/2015

Série de esculturas coloridas mostra o que está acontecendo com o plástico que jogamos fora

Série de esculturas coloridas mostra o que está acontecendo com o plástico que jogamos fora Fonte: Hypeness O artista multimídia Alejandro Durán nasceu na Cidade do México e vive no Brooklyn, em Nova York (EUA). Uma temática bastante retratada em seus trabalhos é a intervenção humana na natureza, como essa série de esculturas que ele criou e fotografou, num projeto […]
02/09/2015

O LADO NEGRO DO MERCADO DE RESÍDUOS ELÉCTRICOS E ELETRÔNICOS

O LADO NEGRO DO MERCADO DE RESÍDUOS ELÉCTRICOS E ELETRÔNICOS Fonte: Green Savers O volume de aparelhos eléctricos e electrónicos incorrectamente geridos na Europa (4,7 milhões de toneladas) é dez vezes maior do que o dos resíduos electrónicos exportados para outros países sem documentação (400.000 toneladas), de acordo com uma investigação de dois anos sobre o funcionamento do mercado de […]
31/08/2015

NOS ALIVE E SPV ENVIARAM 20 TONELADAS DE RESÍDUOS DE EMBALAGENS PARA RECICLAGEM

NOS ALIVE E SPV ENVIARAM 20 TONELADAS DE RESÍDUOS DE EMBALAGENS PARA RECICLAGEM Fonte: Green Savers Na última edição do NOS Alive, que decorreu no Passeio Marítimo de Algés em Julho, foram encaminhadas para reciclagem quase 20 toneladas de papel, cartão, plástico, metal, vidro e madeira, o correspondente a 35% do total de resíduos produzidos na montagem, desmontagem e evento. […]