A Regulamentação da Gestão dos Resíduos na Área da Saúde
15/05/2020

A importância do Dia Mundial da Reciclagem

Hoje, 17 de maio, é comemorado o dia Mundial da Reciclagem. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência, e a Cultura (UNESCO) para conscientizar a sociedade para os benefícios da redução e reciclagem de resíduos.

Segundo levantamento do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, sigla em inglês), o Brasil é o quarto produtor de lixo plástico do mundo. Das 11.355.220 toneladas, apenas 1,28% são destinados à reciclagem. Nosso país só “perde” para os Estados Unidos, China e Índia. Os aterros sanitários continuam sendo o destino da maior parte dos resíduos, ocasionando graves prejuízos ao meio ambiente e à qualidade de vida da população.

O resultado alarmante envolve outra questão de difícil solução: quando dispostos em aterros sanitários, os resíduos sólidos emitem gases de efeito estufa (GEE), principalmente o metano. Alguns materiais levam anos ou décadas para se decompor, como os descartáveis (fraldas e copos plásticos, por exemplo).

No caso do lixo eletrônico, também conhecido como e-lixo, seu descarte incorreto pode provocar graves danos ao meio ambiente, já que os elementos químicos que os compõem, altamente tóxicos, podem ser liberados, quando em contato com o solo e com lençóis freáticos. Há também outros vilões contaminantes, como as lâmpadas, baterias em geral, televisores, geladeiras e micro-ondas.

Coleta seletiva
A cidade de São Paulo tem vários locais cadastrados para o descarte de lixo reciclável. O Programa de Coleta Seletiva da Prefeitura conta com uma rede de 27 cooperativas e associações de catadores habilitadas pela Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB). Para participar da coleta seletiva, basta fazer uma pesquisa pelo site das empresas Loga ou Ecourbis, que informam sua agenda de coleta conforme a região.

A população contribui muito nessa questão, mas antes é preciso tomar alguns cuidados, como lavar plásticos antes da coleta e retirar suas tampas. Os vidros também precisam ser lavados e as tampas, retiradas. Metais (latas de bebidas em geral) devem ser amassados ou prensados. Os papeis podem ser guardados diretamente em sacos plásticos, tomando o cuidado de evitar que se molhem. Vidro quebrado também é aceito, mas é preciso ter cuidado ao manuseá-lo, providenciando grossa embalagem em jornal ou papelão para não ferir o coletor. Caixas de papelão precisam ser desmontadas ou compactadas para reduzir o volume na hora da coleta.

Sou Resíduo Zero

O Movimento Sou Resíduo Zero surge com o objetivo de engajar pessoas, comunidades e empresas a planejarem e gerenciarem seus resíduos, enfatizando a não geração e uma grande mudança na forma atual do fluxo de materiais na sociedade. Sou Resíduo Zero abrange mais do que a eliminação de resíduos através da reciclagem e reutilização, este incide sobre a reestruturação dos sistemas de produção e distribuição para reduzir o desperdício.

Toda empresa, escola, restaurante ou evento pode aderir a campanha. Em 2019 na Comic Con Experience, nosso desafio foi gerenciar resíduos de um público de mais de 280 mil pessoas.

Quer aderir ao programa e se comprometer a encaminhar corretamente o material reciclável (e orgânico) e repensar formas de não gerar esses materiais? Entre em contato com agente!

Fonte: Sou Resíduo Zero, PMSP e WWF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *