24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Somosverdes

Curitiba, capital do Paraná, é com certeza uma das cidades mais limpas do Brasil. Conhecida por ser a cidade brasileira em que as pessoas não jogam lixo nas ruas e são super educadas. Agora, a cidade ganhou mais um “título” a ser comemorado: a cidade das hortas nas calçadas.

Tudo começou com uma horta comunitária cultivada por Ricardo Leinig e Mariana Steil no bairro Cristo Rei. A horta, que possui página oficial no facebook, acabou sendo denunciada por moradores.

Esses moradores alegam que a horta atrapalhava a passagem, além de ser irregular, pois é cultivada em um espaço público.

Após reuniões com os responsáveis, o prefeito Rafael Greca acabou por ceder e pediu a suspensão das notificações. Segundo ele, acontecerá um trabalho para regulamentar e estimular essa iniciativa.

Rafael Greca disse que: “A agricultura urbana é um tendência mundial. A humanidade tem que se voltar de novo para a terra e para o arado”. Em tom de brincadeira, Rafael ainda complementou: “se Burle Marx, meu amigo e grande paisagista brasileiro, fosse vivo, ia louvar a ideia de colocar bananeiras em vez de roseiras nos jardins”.

É claro que a prática ainda gera muitas discussões entre os moradores, que não ficaram tão satisfeitos com a decisão.

O que não podemos negar é que a prática de agricultura urbana é uma tendência mundial e, precisa ser estimulada. Em tempos de crise, aquecimento global e escassez de recursos, temos que pensar no futuro e na sustentabilidade.

Enquanto isso, em Curitiba, o Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) já está estudando uma forma de flexibilizar o uso de recuo, que é a área onde fica a grama nos canteiros das calçadas.

Hortas do Cristo Rei

As hortas do Cristo Rei foram uma ideia de Ricardo Leinig e Mariana Steil. Segundo Leinig: “Para evitar a poluição, usamos plantas não comestíveis, que protegem as hortaliças”.

Após a polêmica com o prefeito, os responsáveis comemoraram a decisão de suspensão das notificações. A horta do Cristo Rei não é a única na cidade. Há também bananeiras plantadas no bairro Hugo Lange.

Alguns dos participantes do projeto estão muito felizes. Vanderlei, um cidadão de Curitiba, vai sempre à horta acompanhado de sua esposa Kátia e seu filho Téo, de apenas cinco anos. Vanderlei diz: “Um dos motivos pelos quais plantei as bananeiras foi para ensinar ao meu filho como a natureza é”.

Apesar de muitos moradores ainda não gostarem da decisão, Lozano Silva comentou que as plantas se tornaram queridas de sua vizinhança e, assim como os responsáveis pelo projeto, comemorou a decisão do prefeito.

O projeto do prefeito deverá ser instalado na área do Vale do Pinhão, próximo à Rodoferroviária, anexa ao pátio de manobras de trens e será uma parceria entre o município e a concessionário Rumo.

As hortas comunitárias existem em Curitiba desde 1986 e são um dos programas da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento.

Hoje, em Curitiba, pode-se encontrar cerca de 848 famílias participantes dessas hortas que ocupam um área total de 410 mil metros quadrados espalhados pela cidade. As escolas, também contam com hortas comunitárias.

Esperamos que as hortas de Curitiba sejam um exemplo para todo o país.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

20/10/2017

Curitiba: A Cidade Que Liberou Hortas Nas Calçadas

Fonte: Somosverdes Curitiba, capital do Paraná, é com certeza uma das cidades mais limpas do Brasil. Conhecida por ser a cidade brasileira em que as pessoas não jogam lixo nas ruas e são super educadas. Agora, a cidade ganhou mais um “título” a ser comemorado: a cidade das hortas nas calçadas. Tudo começou com uma horta comunitária cultivada por Ricardo Leinig e […]
10/10/2017

Horta na escola melhora ensino de Ciências, alimentação e consciência ambiental

Fonte: AmbienteBrasil Quase todos os dias, alunos do 5º ano do ensino fundamental vão a um terreno ao lado da Escola Estadual Professor Cândido de Oliveira para ver o crescimento de sua pequena lavoura em Parelheiros, no extremo sul da capital. Preparam a terra, plantam sementes, regam as mudas e, periodicamente, retiram as ervas daninhas que nascem ao redor das hortaliças. Quando é […]
14/09/2016

A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer

Fonte: The Greenest Post A australiana Jill Redwood, vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande. Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ […]
22/02/2016

Horta cultivada no topo de shopping de SP oferece alimentos frescos aos funcionários

Fonte: The Greenest Post Ter que ir ao mercado, depois do trabalho, fazer as compras da semana não faz parte da lista de afazeres dos funcionários do shopping Eldorado, localizado na cidade de São Paulo. É que, por lá, uma horta é mantida no topo do edifício, oferencendo hortaliças, legumes, verduras e ervas fresquinhos (e de graça!) para os trabalhadores. […]