24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Pensamento Verde

O programa quer aumenta a coleta de resíduos do estado em algumas toneladas, através da criação de novas cooperativas

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Alerj, aprovou recentemente um Projeto de Lei que incentiva o trabalho das cooperativas de produtos recicláveis, para estimular o aumento nas coletas de lixo em todo o Estado. A PL 2867/2014 foi apresentada pelo deputado Carlos Minc (PT) e tem como objetivo recompensar as cooperativas através de um pagamento proporcional à quantidade de materiais recolhidos.

O cálculo para a remuneração será realizado anualmente, com base nos valores mínimos estipulados pelo Governo estadual para a coleta, levando-se em consideração as toneladas de recicláveis coletados e os tipos dos materiais. Através da nova determinação, a Alerj declarou que entrará em vigor o programa estadual de Pagamento por Serviços Ambientais de Reciclagem (PSA).

O programa já existe em alguns outros estados brasileiros, e tem como objetivo a formação de novas cooperativas de catadores. A iniciativa é mais uma a valorizar o trabalho dos catadores de materiais recicláveis, que vêm contribuindo imensamente para os avanços sustentáveis da cidade do Rio de janeiro. Desde 2010, uma série de regulamentações foram revisadas e constituídas para melhorar as condições de trabalho dos catadores. A expectativa é de que as mudanças continuem acontecendo.

O modelo adotado no PSA procura alcançar o mesmo sucesso de um outro programa ambiental, o Pagamento por Serviços Ambientais no Reflorestamento, que desde sua criação contribui com milhares de agricultores e donos de propriedades florestais para que recuperem suas matas ciliares.

No PSA apenas as cooperativas receberão o pagamento, enquanto as empresas de coletas não farão parte desta iniciativa. A PL carioca deve entrar em vigência a partir de março.

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

26/02/2016

Projeto de lei carioca incentiva o trabalho das cooperativas de produtos recicláveis

Fonte: Pensamento Verde O programa quer aumenta a coleta de resíduos do estado em algumas toneladas, através da criação de novas cooperativas A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Alerj, aprovou recentemente um Projeto de Lei que incentiva o trabalho das cooperativas de produtos recicláveis, para estimular o aumento nas coletas de lixo em todo o Estado. A […]
30/11/2015

Ministro do Trabalho e Previdência Social reafirma compromisso do governo com catadores de material reciclável

Fonte: EBC Brasil O ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, participou hoje (30) da abertura da 6ª Expo Catadores, feira de negócios e debates organizada pelo Movimento Nacional dos Catadores e Materiais Recicláveis (MNCR) e pela Associação Nacional de Carroceiros e Catadores de Materiais Recicláveis (Ancat), no Palácio das Convenções do Anhembi, zona norte da capital paulista. A […]