Horta cultivada no topo de shopping de SP oferece alimentos frescos aos funcionários
22/02/2016
Cidade alemã proíbe uso de cápsulas de café expresso em prédios públicos
25/02/2016

Cidade portuguesa recolheu 17 toneladas de resíduos têxteis em 2015

Fonte: Green Savers

Os habitantes do concelho de Oliveira do Hospital recolheram 17.414 kg de resíduos têxteis ao longo do ano de 2015, fruto de uma iniciativa entre a autarquia e a empresa H. Sarah Trading.

A parceria foi iniciada em meados de 2014, com a instalação de 13 equipamentos destinados à recolha deste tipo de resíduos a um ponto de recolha, no Banco de Recursos Sociais de Oliveira do Hospital, e faz parte da política de responsabilidade ambiental do município.

A recolha seletiva de têxteis levou à redução da quantidade destes resíduos produzida para aterro. Paralelamente, e fruto do protocolo estabelecido com a H. Sarah Trading, a autarquia obteve um donativo pecuário – não quantificado no comunicado da câmara – que reverterá para a sua área de Ação Social, nomeadamente para o Banco de Recursos Sociais de Oliveira do Hospital.

Segundo a autarquia, União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços liderou a recolha destes têxteis, com 51% do total de recolhas efetuadas. Segue-se a União de Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca da Beira e a Freguesia de Travanca de Lagos.

“Esta parceria permite-nos cumprir quatro objetivos essenciais para um município com reconhecimento no domínio da sustentabilidade ambiental: aumentar os níveis de recolha selectiva; reduzir os custos de tratamento de resíduos em aterro; promover a reciclagem e valorização de materiais e, não menos importante, angariar recursos para a solidariedade social”, explicou o vereador do Ambiente de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo.

Desde o arranque deste projeto, em Maio de 2014, o Município de Oliveira do Hospital deixou de encaminhar para tratamento em aterro sanitário mais de 24 toneladas de resíduos e, simultaneamente, angariou donativos pecuniários para o Banco de Recursos Sociais para a compra de bens essenciais, com vista a suprir as necessidades de famílias carenciadas do concelho.

Nestes contentores de recolha seletiva de material têxtil podem ser colocados diversos artigos como roupa, têxteis lar, calçado e brinquedos, que já não estejam em condições de serem utilizados e que possam constituir excedentes não encaminhados para os pontos de recolha para a Loja Social do Banco de Recursos Sociais.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + treze =