24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Green Savers

Depois de uma forte campanha de sensibilização juntos das comunidades locais, a Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte conseguiram evitar que quase quatro milhões de toneladas de toneladas de CO2 fossem libertadas para a atmosfera em 2014/2015, revelam os dados de um estudo agora divulgado.

Feito pela agência ambiental Eunomia, o relatório estima que houve uma poupança de 3,88 milhões de toneladas de CO2, resultado da reciclagem feita nos três países ao longo de doze meses. Segundo os cálculos da agência, é o equivalente a voar entre Londres e Nova Iorque 1,5 milhões de vezes. As conclusões constam do relatório anual da empresa, que calcula a quantidade de emissões de carbono evitadas pelo esforços de reciclagem feitos por estas comunidades.

A empresa criou também um índice que permite um meio alternativo de avaliação dos sistemas de recolha, até agora baseado apenas nas taxas de tonelagem, uma vez que diferentes materiais têm diferentes impactos nas alterações climáticas. Ou seja, uma cidade que recolhe grandes quantidades de resíduos verdes (restos de jardim) mas menos papel e embalagens teria no sistema tradicional uma maior taxa de reciclagem, mas por esta contagem estaria classificado mais abaixo. Isto devido ao maior volume de carbono poupado na reciclagem de materiais como metais, plásticos e papel.

Na Inglaterra, o distrito de Cheshire West e Chester aparece em primeiro lugar do ranking com uma poupança média de CO2 de 109kg por pessoa, em grande parte atribuído ao eficaz sistema de separação de resíduos da zona, que minimiza a necessidade de energia intensiva na triagem de materiais recicláveis.

Pelo País de Gales o grande vencedor foi o condado de Ceredigion com 104kg de redução de CO2 por pessoa, enquanto as cidades de Omagh, Larne e o distrito de Dungannon e South Tyrone foram os que mais evitaram emissões de dióxido de carbono para a atmosfera na Irlanda do Norte.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

08/09/2016

Reino Unido: Reciclagem evita quase 4 milhões de toneladas de CO2

Fonte: Green Savers Depois de uma forte campanha de sensibilização juntos das comunidades locais, a Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte conseguiram evitar que quase quatro milhões de toneladas de toneladas de CO2 fossem libertadas para a atmosfera em 2014/2015, revelam os dados de um estudo agora divulgado. Feito pela agência ambiental Eunomia, o relatório estima que houve […]
22/03/2016

População do Reino Unido reduziu consumo em 33% em 12 anos

Fonte: The Greenest Post Uma nova pesquisa do ONS (Instituto de Estatísticas do Reino Unido) mostra que, entre 2001 e 2013, a quantidade de matéria-prima consumida por pessoa/ano caiu de 15 para 10 toneladas. A queda representa uma redução de 33% nos hábitos de consumo da população local. É verdade que houveram alguns tropeços econômicos pelo caminho, mas a conquista […]