24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Razões para Acreditar

A preocupação com o uso crescente de recipientes descartáveis poluentes tem incentivado uma equipe de pesquisa da Universidade de Naresuan a desenvolver um processo para fazer tigelas de comida biodegradáveis a partir de folhas.

Professores da faculdade de engenharia passaram mais de um ano desenvolvendo o processo, até produzir, finalmente, tigelas utilizáveis e firmes a partir de folhas para substituir os recipientes de isopor.

Por tentativa e erro, a equipe descobriu que folhas da tanga kwao, sak e sai, típicas da região, são as melhores opções para produzir as peças.

Os pratos suportam até água quente, sem vazamento e se degradam naturalmente depois de serem descartadas (de preferência onde haja vegetação, que a sua decomposição não afetará negativamente o solo e os outros organismos naturais).

Sirintip Tantanee, decano da faculdade, disse que a universidade vai coordenar com o município para promover o uso dessas peças nos festivais de comida anuais organizados durante o Sonkran e o Ano Novo.

Samorn Hiranpraditsakul, professor de engenharia industrial, disse que a inspiração para desenvolver estes recipientes ecológicos veio de uma visita a um templo no Norte, onde viu as enormes pilhas de descarte.

Segundo o Ciclo Vivo, o processo não foi detalhado, mas os pratos são feitos apenas com materiais naturais. No lugar do verniz, por exemplo, as cientistas usaram o próprio amido para dar mais resistência e brilho aos utensílios.

Os pratos de folha da Índia

Lembram que já publicamos aqui mostrando talheres comestíveis desenvolvido por indianos? Pois eles se mostram sábios também na confecção dos pratos.

Conforme fomos pesquisando sobre o assunto, descobrimos que essa técnica de transformar folhas em recipientes já é usada há muito tempo na Índia, claro que de forma bastante rústica, mas ainda assim muito inventiva.

São chamados de Patravali, e é muito usado em jantares tradicionais, festivais e celebrações, existe até uma empresa que só fabrica esses pratos biodegradáveis por lá, se chama Indian Leaf Plates.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

 

20/04/2016

Universidade desenvolve pratos descartáveis feitos de folhas

Fonte: Razões para Acreditar A preocupação com o uso crescente de recipientes descartáveis poluentes tem incentivado uma equipe de pesquisa da Universidade de Naresuan a desenvolver um processo para fazer tigelas de comida biodegradáveis a partir de folhas. Professores da faculdade de engenharia passaram mais de um ano desenvolvendo o processo, até produzir, finalmente, tigelas utilizáveis e firmes a partir […]