24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: thegreenestpost

Quem cogita retirar a carne do cardápio (nem que seja vez ou outra), com certeza, já ouviu de outra pessoa: “Mas como você irá repor a proteína que seu corpo precisa?”. Pois o The Greenest Post responde!

A nutricionista Caroline Lira Herculani, formada pelo Centro Universitário de Maringá e pós- graduanda em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional, listou para a gente dez fontes de proteína que podem ser adotadas por pessoas dispostas a tirar (ou, pelo menos, diminuir) a carne do cardápio.

1. LEGUMINOSAS (FEIJÃO, LENTILHA, GRÃO-DE-BICO, SOJA, ERVILHA…)
São as melhores fontes de proteína vegetal de que se tem notícia. Apresentam em sua composição carboidratos complexos, fibras, vitaminas do complexo B e minerais como ferro, zinco e potássio. Pode abusar!

2. QUINOA
Um dos grãos que mais contém proteína, também é rica em cálcio, ferro, potássio, magnésio, zinco e vitaminas B1 e B6.

3. BRÓCOLIS E COUVE-FLOR
Pouca gente sabe, mas da família das brássicas, estas hortaliças também são importante fonte de proteína, além de vitaminas e minerais e compostos bioativos, que são bastante benéficos para a saúde.

4. COUVE E ESPINAFRE
Ótima fonte de proteína, os vegetais verde-escuros também são ricos em ferro, cálcio e vitaminas, além de possuir alto teor de fibras.

5. OLEOGINOSAS (AMÊNDOAS, NOZES, CASTANHAS…)
Importante fonte de proteína, possuem substâncias capazes de proteger a saúde do coração. Também são fonte de fibras e gorduras boas, que ajudam na prevenção do envelhecimento precoce.

5. SEMENTES DE GIRASSOL E ABÓBORA
Ricas em fibras e proteínas, essas sementes são uma ótima opção para incluir não só no cardápio de quem busca evitar a carne,  mas na alimentação de qualquer um que busca uma vida mais saudável e equilibrada.

6. LEITE VEGETAL
Podem ser feitas com uma infinidade de alimentos como o Côco, Aveia, Arroz, Nozes e Amêndoas. São livres de lactose, possuem baixo teor de gordura e são ricos em vitaminas e ferro. Protegem o organismo da ação dos radicais livres e possuem grande quantidade de proteínas.

7. TOFU
Altamente nutritivo e com baixo teor calórico, o tofu é riquíssimo em proteínas e, por possuir um sabor neutro, é ótimo para ser misturado com outros alimentos.

8. COGUMELOS
São excelente fonte de proteína e pobres em gorduras, além de fornecer vitaminas do complexo B, selênio, cobre, potássio e fósforo.

Mas a especialista ressalta: para atender às necessidades diárias de proteína que o nosso corpo precisa, é fundamental que estes alimentos sejam a base da alimentação daqueles que querem reduzir ou cortar a carne do cardápio.

Além disso, é importante variar as fontes, pois é exatamente a combinação dos alimentos de grupos diferentes ao longo dia que irá suprir a necessidade dos aminoácidos essenciais presentes nas fontes de proteína animal.

 

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

18/10/2017

8 fontes de proteína para quem quer tirar (ou diminuir) a carne do cardápio

Fonte: thegreenestpost Quem cogita retirar a carne do cardápio (nem que seja vez ou outra), com certeza, já ouviu de outra pessoa: “Mas como você irá repor a proteína que seu corpo precisa?”. Pois o The Greenest Post responde! A nutricionista Caroline Lira Herculani, formada pelo Centro Universitário de Maringá e pós- graduanda em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional, listou para a gente dez fontes de proteína […]