31/03/2020

Prefeitura de SP anuncia auxílio para catador informal e cooperados

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), vai investir R$ 5,76 milhões para auxiliar os catadores de materiais recicláveis na capital paulista. A medida vai beneficiar 900 famílias associadas às 25 cooperativas habilitadas no Programa Socioambiental de coleta seletiva. Ao todo, cada família receberá da Prefeitura R$ 1,2 mil reais mensais, por até […]
31/03/2020

Mulheres são maioria no setor da reciclagem de resíduos sólidos

Os dados são de um estudo feito pelo Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), em 2014. Segundo o relatório do MNCR, organização que representa o setor há 18 anos, existem no Brasil cerca de 800 mil pessoas trabalhando no ramo da reciclagem. A maior parte das mulheres atua dentro das cooperativas, enquanto os homens estão mais presentes atuando […]
30/03/2020

Série compostagem: compostagem doméstica!

A compostagem é um processo de transformação de resíduos orgânicos em adubo para plantas! Se você ainda não conhece vamos te mostrar que é possivel fazer esse processo na sua casa e que já existem empresas fazendo em larga escala! Mas como funciona esse processo? Todo o resíduo de cozinha e de jardim entram em decomposição naturalmente, para uma compostagem […]
26/03/2020

Resíduos em áreas rurais: peculiaridades e desafios

Não há dúvida que o resíduo gerado nas cidades é um grande desafio a ser resolvido, mas pouco se fala sobre o resíduo que é gerado no campo, que tem mais peculiaridades e ganha menos atenção. O resíduo rural doméstico tem adquirido características cada vez mais semelhantes ao urbano por conta de mudanças no padrão de consumo dessa população e […]
24/03/2020

‘Na rota do lixo’ alerta para doenças oriundas do armazenamento e descarte incorretos de resíduos

A série “Na rota do lixo”, tem três reportagens que mostraram para onde vão os resíduos, como são tratados e as iniciativas do poder público e privado no setor em Uberlândia. Mas, além do prejuízo para a cidade, como a má administração do lixo pode prejudicar a saúde individual e pública? Para responder esta questão, conversamos com um infectologista e […]

Fonte: ONUBR

Em conversa durante o programa “Horizontes CEPAL”, a diretora do Instituto Latino-Americano e Caribenho de Planejamento Econômico e Social (ILPES), da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Cielo Morales, lembrou os desafios do planejamento para o desenvolvimento na região, tendo em vista o cumprimento da Agenda 2030.

Para a especialista, o planejamento sempre será importante para alcançar um desenvolvimento com igualdade e sustentabilidade na região latino-americana e caribenha.

No 11º capítulo do programa “Horizontes CEPAL”, a especialista afirmou que “é muito difícil conceber o futuro guiando-se pelo vai e vem da volatilidade dos contextos regionais ou globais”. Por isso, afirmou, torna-se relevante “construir uma visão coletiva, com uma grande participação de todos os setores interessados no desenvolvimento, sobre o tipo de sociedade, país, região e mundo que queremos”.

“Tudo o que nos rodeia, a mudança climática, a volatilidade financeira, as grandes desigualdades e disparidades que vivemos, reclamam um exercício mais responsável de construção desse futuro que todos queremos, que é avançar para um desenvolvimento que promova a igualdade e a sustentabilidade ambiental e que não comprometa de nenhuma maneira o bem-estar das futuras gerações”, afirmou a funcionária da CEPAL.

Ela completou que “com toda a evidência que temos da insustentabilidade dos padrões de consumo e de produção, sabemos que precisamos de um pacto social para construir uma visão que seja sustentável para o futuro”.

Durante a entrevista, Cielo Morales destacou a realização da 15ª Conferência de Ministros e Chefes de Planejamento da América Latina e do Caribe e da 16ª Reunião do Conselho Regional de Planejamento do ILPES, que ocorrem entre 11 e 13 de outubro em Lima, no Peru.

Durante a reunião das autoridades de planejamento da região — que será inaugurada pela secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena —, o organismo regional das Nações Unidas apresentará o Observatório Regional de Planejamento, criado a pedido dos países e que busca se transformar em um poderoso instrumento de monitoramento e acompanhamento da implementação da Agenda 2030.

O Conselho Regional de Planejamento do ILPES tem sessões bianuais das quais participam todos os países-membros da CEPAL representados por autoridades vinculadas ao exercício de planejamento. Atua como órgão orientador superior das atividades do ILPES e serve como órgão de consulta na condução de seus programas de trabalho e na avaliação de seus resultados.

O ILPES, por sua vez, apoia os países da região por meio da incorporação da Agenda 2030 e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em seus planos de desenvolvimento.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

30/08/2017

CEPAL: planejamento é chave para alcançar desenvolvimento com igualdade e sustentabilidade

Fonte: ONUBR Em conversa durante o programa “Horizontes CEPAL”, a diretora do Instituto Latino-Americano e Caribenho de Planejamento Econômico e Social (ILPES), da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Cielo Morales, lembrou os desafios do planejamento para o desenvolvimento na região, tendo em vista o cumprimento da Agenda 2030. Para a especialista, o planejamento sempre será importante […]
25/08/2017

Produtores propagam sustentabilidade no país

Fonte: MMA A agricultora Heloísa de França, 27 anos, vive em uma comunidade quilombola no Vale do Ribeira (SP). Comprometida com a memória dos antepassados e com a proteção ambiental, Heloísa foi monitora de um projeto voltado para a sustentabilidade na região. A população local aprendeu a confeccionar e usar artigos como pás e peneiras, os mesmos empregados pelos seus […]
18/08/2017

Pesquisas buscam diminuir o impacto ambiental da mobilidade com biocombustíveis

Fonte: Agência Brasil Diminuir os impactos ambientais é um dos desafios de quem pensa a mobilidade, contando com novas tecnologias e pesquisas para ampliar o uso de combustíveis sustentáveis. O setor do transporte foi a segunda maior causa de emissões de dióxido de carbono (CO2) no Brasil: representou 11% do total bruto de 1.927 bilhões de toneladas, ficando atrás apenas […]
14/09/2016

A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer

Fonte: The Greenest Post A australiana Jill Redwood, vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande. Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ […]