30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
26/04/2021

O que é MTR (Manifesto de Transporte de Resíduos)?

O Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR é um documento que os geradores de resíduos devem emitir através do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR, e estão sujeitos à elaboração da PGRS. O mesmo permite que os resíduos gerados e destinados sejam rastreados. O documento emitido é numerado e deverá acompanhar o transporte […]
15/04/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Qualquer tipo de negócio é um potencial gerador de resíduos, uma vez que estamos constantemente utilizando materiais e consumindo alimentos em nossas atividades diárias. Acabar com os impactos negativos da geração de lixo é um desafio e tanto, porém, de alguma forma, essas atividades podem ser mitigadas e gerar impactos positivos de âmbito social, econômico e ambiental. Fazer a gestão […]
31/03/2021

Conheça a IN IBAMA 13/2012

Entre os instrumentos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/10), encontramos o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos e o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras de Recursos Ambientais. Estes instrumentos estão atribuídos ao SISNAMA – Sistema Nacional do Meio Ambiente – que dispõe como um de seus Órgãos Executores o IBAMA […]
17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]

Fonte: ONUBR

Em conversa durante o programa “Horizontes CEPAL”, a diretora do Instituto Latino-Americano e Caribenho de Planejamento Econômico e Social (ILPES), da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Cielo Morales, lembrou os desafios do planejamento para o desenvolvimento na região, tendo em vista o cumprimento da Agenda 2030.

Para a especialista, o planejamento sempre será importante para alcançar um desenvolvimento com igualdade e sustentabilidade na região latino-americana e caribenha.

No 11º capítulo do programa “Horizontes CEPAL”, a especialista afirmou que “é muito difícil conceber o futuro guiando-se pelo vai e vem da volatilidade dos contextos regionais ou globais”. Por isso, afirmou, torna-se relevante “construir uma visão coletiva, com uma grande participação de todos os setores interessados no desenvolvimento, sobre o tipo de sociedade, país, região e mundo que queremos”.

“Tudo o que nos rodeia, a mudança climática, a volatilidade financeira, as grandes desigualdades e disparidades que vivemos, reclamam um exercício mais responsável de construção desse futuro que todos queremos, que é avançar para um desenvolvimento que promova a igualdade e a sustentabilidade ambiental e que não comprometa de nenhuma maneira o bem-estar das futuras gerações”, afirmou a funcionária da CEPAL.

Ela completou que “com toda a evidência que temos da insustentabilidade dos padrões de consumo e de produção, sabemos que precisamos de um pacto social para construir uma visão que seja sustentável para o futuro”.

Durante a entrevista, Cielo Morales destacou a realização da 15ª Conferência de Ministros e Chefes de Planejamento da América Latina e do Caribe e da 16ª Reunião do Conselho Regional de Planejamento do ILPES, que ocorrem entre 11 e 13 de outubro em Lima, no Peru.

Durante a reunião das autoridades de planejamento da região — que será inaugurada pela secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena —, o organismo regional das Nações Unidas apresentará o Observatório Regional de Planejamento, criado a pedido dos países e que busca se transformar em um poderoso instrumento de monitoramento e acompanhamento da implementação da Agenda 2030.

O Conselho Regional de Planejamento do ILPES tem sessões bianuais das quais participam todos os países-membros da CEPAL representados por autoridades vinculadas ao exercício de planejamento. Atua como órgão orientador superior das atividades do ILPES e serve como órgão de consulta na condução de seus programas de trabalho e na avaliação de seus resultados.

O ILPES, por sua vez, apoia os países da região por meio da incorporação da Agenda 2030 e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em seus planos de desenvolvimento.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

30/08/2017

CEPAL: planejamento é chave para alcançar desenvolvimento com igualdade e sustentabilidade

Fonte: ONUBR Em conversa durante o programa “Horizontes CEPAL”, a diretora do Instituto Latino-Americano e Caribenho de Planejamento Econômico e Social (ILPES), da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Cielo Morales, lembrou os desafios do planejamento para o desenvolvimento na região, tendo em vista o cumprimento da Agenda 2030. Para a especialista, o planejamento sempre será importante […]
25/08/2017

Produtores propagam sustentabilidade no país

Fonte: MMA A agricultora Heloísa de França, 27 anos, vive em uma comunidade quilombola no Vale do Ribeira (SP). Comprometida com a memória dos antepassados e com a proteção ambiental, Heloísa foi monitora de um projeto voltado para a sustentabilidade na região. A população local aprendeu a confeccionar e usar artigos como pás e peneiras, os mesmos empregados pelos seus […]
18/08/2017

Pesquisas buscam diminuir o impacto ambiental da mobilidade com biocombustíveis

Fonte: Agência Brasil Diminuir os impactos ambientais é um dos desafios de quem pensa a mobilidade, contando com novas tecnologias e pesquisas para ampliar o uso de combustíveis sustentáveis. O setor do transporte foi a segunda maior causa de emissões de dióxido de carbono (CO2) no Brasil: representou 11% do total bruto de 1.927 bilhões de toneladas, ficando atrás apenas […]
14/09/2016

A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer

Fonte: The Greenest Post A australiana Jill Redwood, vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande. Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ […]