17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]
25/01/2021

Consulta pública da logística reversa do vidro aberta até dia 05.02, participe!

Consulta pública sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e o Sistema de Logística Reversa de embalagens de vidro. Foi publicada, em 29/12/20, a Portaria nº 641, do Ministério do Meio Ambiente, que abre uma consulta pública sobre a edição de um Decreto que visa regulamentar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mais especificamente o §1º do caput do […]
20/01/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos de da construção civil

A indústria da construção civil é uma das mais importantes atividades socioeconômicas do Brasil, sendo o maior setor empregador da economia nacional e tendo participação de 6,5%% do PIB Brasileiro. Devido à intensa mudança na paisagem, o excessivo consumo de recursos naturais e a elevada geração de resíduos, o setor é grande degradador do meio ambiente. Ele é responsável por […]
11/01/2021

E-commerce pode ser culpado pelo aumento da poluição por resíduos

O pico nas vendas online graças à pandemia teve consequências que vão além da digitalização e mudanças nos hábitos de consumo. Compradores estão tendo dificuldade de descartar corretamente embalagens de produtos e nunca se acumulou tanto papelão nas ruas, segundo a empresa de coleta norte-americana Republic Services. A companhia relatou um aumento de 25% nas coletas de resíduos feitos em residências. Ao […]
07/01/2021

Lei que proíbe utilização de pratos, copos e talheres de plástico entre em vigor em SP

Sancionada em 2020, regra passou a valer a partir do dia 1° de janeiro deste ano. Entretanto, multas e punições previstas no texto original só podem ser aplicadas após regulamentação, que ainda não foi feita pela gestão municipal. A lei municipal nº 17.261, de 13 de janeiro de 2020 proíbe estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo de fornecer aos […]

Fonte: The Greenest Post

A australiana Jill Redwood, vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande. Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ 1 para viver.

Há um ano, ela decidiu que pediria demissão do emprego e viveria de seu próprio esforço (ou seja, de sua horta). Ela “acampou” no quintal de seu amigo, em Koonorigan, na Austrália, e desde então vive por lá sem pagar aluguel. Seu cantinho foi todo construído com materiais recicláveis e abastecido por energia solar.

É nesse mesmo espaço de terra que Jo tira seu sustento. Para ela, qualidade de vida é poder passar o dia cultivando alimentos orgânicos, cozinhando, lendo e passando tempo com amigos. “Eu tinha medo da quantidade de alimentos que precisaria produzir, mas uma pessoa não precisa de muito”, conta em entrevista para a ABC News.

Tudo começou quando ela passou a refletir sobre o impacto de suas ações no planeta. Segundo Jo, todas as suas escolhas tem como principal objetivo ter um menor impacto ambiental. Hoje, com mais tempo livre, ela conseguiu conhecer melhor a cidade onde mora e faz muita permuta de bens antigos ou serviços para conseguir viver.

Apesar da determinação de optar por uma vida alternativa, a australiana se questionou muitas vezes se estava fazendo a coisa certa ou apenas fugindo da realidade. Bem, de fato ela está fugindo da realidade – essa realidade que nos consome, repleta de bens materiais e valores invertidos.

Ela garante que se adaptou bem ao novo estilo de vida e se sente mais feliz e saudável. “Eu trabalho muito no plantio e a minha dieta mudou. Além disso, eu não produzo todo o lixo que produzia antes. Estou me sentindo muito melhor”.

Há um ano e meio vivendo desta forma, Jo pretende não parar nunca mais! Para servir como inspiração a muitos outros, ela mantém um blog próprio, em que conta sobre experiências e angústias.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

14/09/2016

A australiana que vive de sua horta e não gasta nenhum dinheiro para comer

Fonte: The Greenest Post A australiana Jill Redwood, vive há mais de 30 anos de sua horta, longe da cidade grande. Ela se esforça, mas ainda não conseguiu se livrar do dinheiro. Gasta aproximadamente US$ 80, por semana, para viver. Sua conterrânea Jo Nemeth tem uma história parecida para contar – mas talvez mais feliz, porque não desembolsa sequer US$ […]