17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]
25/01/2021

Consulta pública da logística reversa do vidro aberta até dia 05.02, participe!

Consulta pública sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e o Sistema de Logística Reversa de embalagens de vidro. Foi publicada, em 29/12/20, a Portaria nº 641, do Ministério do Meio Ambiente, que abre uma consulta pública sobre a edição de um Decreto que visa regulamentar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mais especificamente o §1º do caput do […]
20/01/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos de da construção civil

A indústria da construção civil é uma das mais importantes atividades socioeconômicas do Brasil, sendo o maior setor empregador da economia nacional e tendo participação de 6,5%% do PIB Brasileiro. Devido à intensa mudança na paisagem, o excessivo consumo de recursos naturais e a elevada geração de resíduos, o setor é grande degradador do meio ambiente. Ele é responsável por […]
11/01/2021

E-commerce pode ser culpado pelo aumento da poluição por resíduos

O pico nas vendas online graças à pandemia teve consequências que vão além da digitalização e mudanças nos hábitos de consumo. Compradores estão tendo dificuldade de descartar corretamente embalagens de produtos e nunca se acumulou tanto papelão nas ruas, segundo a empresa de coleta norte-americana Republic Services. A companhia relatou um aumento de 25% nas coletas de resíduos feitos em residências. Ao […]
07/01/2021

Lei que proíbe utilização de pratos, copos e talheres de plástico entre em vigor em SP

Sancionada em 2020, regra passou a valer a partir do dia 1° de janeiro deste ano. Entretanto, multas e punições previstas no texto original só podem ser aplicadas após regulamentação, que ainda não foi feita pela gestão municipal. A lei municipal nº 17.261, de 13 de janeiro de 2020 proíbe estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo de fornecer aos […]

Fonte: The Greenest Post

“Além de ser uma baita crueldade, a indústria do couro não consegue produzir material de qualidade.” A afirmação é de Carmen Hijosa, especialista em couro que visitou uma empresa especializada nas Filipinas. Foi durante esta mesma viagem que teve um insight que mudou sua vida: o país produz muito abacaxi, o que gera muito resíduo (que, vejam só, poderia ser usado para produzir couro vegetal!).

Carmen decidiu investir na ideia. Pediu demissão do emprego, no qual trabalhava há sete anos, e investiu em um curso na Royal College of Art, em Londres. Enquanto ganhava o título de PhD, desenvolveu o material patenteado por ela — hoje assunto deste post. Aos 63 anos, dirige sua startup de couro feito a partir de restos de abacaxi, chamada Piñatex.

“A força e flexibilidade das fibras do abacaxi são características essenciais para o produto final”, explica Carmen, que também fez testes (não tão bem sucedidos) com a banana e o sisal.

A ideia da moça está fazendo sucesso, não é para menos. Além de evitar toda a crueldade da indústria do couro legítimo, o couro de fibras de abacaxi leva vantagem sobre o couro sintético. Isso porque a produção desse tipo de material também acarreta em problemas para o meio ambiente: geralmente, a fabricação de couro sintético utiliza produtos químicos, como o petróleo, que contaminam os lençóis freáticos e solos. Muito melhor optar pelo couro de abacaxi, que de quebra ainda reduz a quantidade de resíduos nos aterros, não?

“Análises de tendência de mercado mostram que os consumidores estão prestando cada vez mais atenção em quem, como, onde e quando suas roupas são fabricadas”, diz Carmen.

O couro de abacaxi é vendido em forma de rolos que podem ser utilizados para fazer qualquer tipo de produto que hoje é fabricado com couro animal- de sapatos a assentos de carros. Atualmente, a startup de Carmen produz entre 500 e 2.000 metros do material a cada 30 dias. Mas, em três meses, ela espera aumentar a fabricação para 8.000 metros. Marcas como Puma e Camper já estão começando a testar a inovação.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

10/05/2016

Espanhola desenvolve couro ecológico feito com restos de abacaxi

Fonte: The Greenest Post “Além de ser uma baita crueldade, a indústria do couro não consegue produzir material de qualidade.” A afirmação é de Carmen Hijosa, especialista em couro que visitou uma empresa especializada nas Filipinas. Foi durante esta mesma viagem que teve um insight que mudou sua vida: o país produz muito abacaxi, o que gera muito resíduo (que, […]