Quênia proíbe sacolas plásticas e número de animais marinhos sufocados por elas cai 67%
Quênia proíbe sacolas plásticas e número de animais marinhos sufocados por elas cai 67%
10/06/2019
Lixão na Índia deve superar a altura do Taj Mahal
10/06/2019

A escola onde crianças pagam mensalidade com plástico

A escola onde crianças pagam mensalidade com plástico

Uma escola na Índia encontrou uma maneira de ajudar o meio ambiente.

Os alunos pagam a mensalidade com plástico.

Toda semana, eles trazem para a escola pelo menos 25 itens descartáveis de plástico à escola.

A escola Akshar Foundation School foi criada por um casal, que vive no Estado de Assam, nos pés da cordilheira do Himalaia. Ela é mantida por uma fundação, que, por sua vez, vive de doações.

A fundação diz que as “mensalidades” pagas com plástico ajudam a estimular um senso comunitário entre alunos, pais e escola. E ajudam também a conscientizar sobre o perigo da queima de plásticos.

Os alunos também criam “tijolos ecológicos” a partir de garrafas plásticas.

O próximo passo é construir caminhos ligando as diferentes partes da escola.

Além disso, muitas dessas crianças desprivilegiadas tinham deixado a escola para ganhar dinheiro, mas aqui encontraram uma maneira de ajudar no orçamento de casa enquanto aprendem.

A escola paga as crianças mais velhas por hora para ensinar as mais novas. À medida que avançam academicamente, seu salário aumenta.

Os cursos vocacionais também ajudam a melhorar suas aptidões.

“Esperamos que eles obtenham habilidades suficientes para que possam se tornar independentes”, diz Parmita.

“Estamos tentando desenvolver um modelo pelo qual proporcionamos desde escolarização até emprego”, acrescenta.

A escola começou com 20 alunos. Hoje, são mais de 100 estudantes aprendendo em cabanas de bambu.

O casal espera agora replicar este modelo em toda a Índia.

A Índia é o segundo país mais populoso do mundo depois da China, mas sofre com a extrema pobreza. Um em cada cinco indianos vive abaixo da linha da pobreza (menos de US$ 1,25 por dia ou R$ 5).

Fonte: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *