24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: ISA

Depois de quatro anos de trabalho na construção da primeira startup de turismo yanomami, os Yanomami entregaram à Funai e ao ICMBio o Plano de Visitação ao Pico da Neblina (chamado Yaripo), durante a Assembleia da Ayrca (Associação Yanomami do Rio Cauburis e Afluentes)em 26 de julho passado. A entrega é uma etapa fundamental na estruturação do ecoturismo de base comunitária que vem sendo desenvolvido com as comunidades da região de Maturacá (AM).

A elaboração do plano teve sete etapas das quais os Yanomami das seis comunidades da região participaram ativamente. Além de lideranças tradicionais, diretores das associações locais – Ayrca e Kumirayoma -, professores e agentes de saúde, os participantes eram jovens em sua maioria, interessados em trabalhar com o ecoturismo. O plano, além de atender as regulamentações da Funai e do ICMBio, também contempla os anseios dos Yanomamis em desenvolver um tipo de turismo que respeite sua cultura e costumes.

A entrega do documento se deu diante de mais de 200 pessoas de toda a região, em uma cerimônia no qual lideranças tradicionais e envolvidos no projeto anunciaram o forte desejo de tornar realidade o ecoturismo ao Yaripo. O papel dos parceiros na construção do projeto foi lembrado e bastante ressaltado o apoio deles na capacitação dos indígenas e na estruturação do ecoturismo.

A cerimônia aconteceu logo após a realização de uma nova expedição técnica ao Yaripo que teve como objetivos diagnosticar e propor melhoras aos pontos críticos da trilha e testar um sistema de radiocomunicação que permita a comunicação com a aldeia durante todo o percurso até o cume do Yaripo. Tais ações buscam melhorar as condições de segurança da atividade turiística. O diagnóstico da trilha foi realizado por Nelson Brugger, coordenador de Meio Ambiente da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME). Também participaram da expedição representantes da Funai, do ICMBio, do ISA, da Universidade de Boston e o jornalista Marcelo Leite, da Folha de São Paulo, acompanhado do fotógrafo Marcos Amend. Leite fez uma matéria especial sobre a startup de turismo yanomami, publicada pelo jornal neste domingo, 10 de setembro, em versão impressa e web, que pode ser visualizada aqui.

As próximas etapas para finalizar a estruturação do turismo na região serão: instalação de um sistema de radiocomunicação; melhora nos pontos mais verticais da trilha; capacitar os guias e carregadores em primeiros socorros. E estão previstas para acontecer ainda em 2017. Outra etapa importante, sob responsabilidade da Funai e ICMBio, é a avaliação do Plano de Visitação. Ele precisa ser aprovado por essas instituições para que os Yanomami possam reabrir a trilha para os turistas, o que está previsto para o segundo semestre de 2018.

O etnoturismo Yaripo é uma iniciativa turística inovadora, toda administrada e conduzida pelos yanomami, e irá possibilitar que turistas do mundo todo possam conhecer a exuberância da floresta amazônica, acessar o cume mais alto do Brasil e aprender um pouco da cultura e dos conhecimentos que os yanomami detêm. Participar desse tipo de turismo, além de ser uma jornada pessoal de superação, é apoiar uma alternativa econômica sustentável que contribui com a proteção da sociobiodiversidade.

Para os interessados em subir o Yaripo é possível se inscrever em uma lista de espera aqui.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

11/09/2017

Yanomami dão mais um passo na estruturação do ecoturismo

Fonte: ISA Depois de quatro anos de trabalho na construção da primeira startup de turismo yanomami, os Yanomami entregaram à Funai e ao ICMBio o Plano de Visitação ao Pico da Neblina (chamado Yaripo), durante a Assembleia da Ayrca (Associação Yanomami do Rio Cauburis e Afluentes)em 26 de julho passado. A entrega é uma etapa fundamental na estruturação do ecoturismo de […]