30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
26/04/2021

O que é MTR (Manifesto de Transporte de Resíduos)?

O Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR é um documento que os geradores de resíduos devem emitir através do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR, e estão sujeitos à elaboração da PGRS. O mesmo permite que os resíduos gerados e destinados sejam rastreados. O documento emitido é numerado e deverá acompanhar o transporte […]
15/04/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Qualquer tipo de negócio é um potencial gerador de resíduos, uma vez que estamos constantemente utilizando materiais e consumindo alimentos em nossas atividades diárias. Acabar com os impactos negativos da geração de lixo é um desafio e tanto, porém, de alguma forma, essas atividades podem ser mitigadas e gerar impactos positivos de âmbito social, econômico e ambiental. Fazer a gestão […]
31/03/2021

Conheça a IN IBAMA 13/2012

Entre os instrumentos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/10), encontramos o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos e o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras de Recursos Ambientais. Estes instrumentos estão atribuídos ao SISNAMA – Sistema Nacional do Meio Ambiente – que dispõe como um de seus Órgãos Executores o IBAMA […]
17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]

Fonte: Green Savers

Em Abril de 2015, as cantinas da Universidade de Coimbra (UC) registavam oito toneladas de resíduos alimentares por mês. Menos de um ano depois, fruto da campanha Menos é Igual a Mais, realizada pelos Serviços de Ação Social (SASUC), o desperdício baixou para metade, ou seja, passou de oito para quatro toneladas.

Na semana passada, os SASUC procederam a uma nova pesagem de desperdício alimentar, considerando todos os resíduos alimentares mantidos no prato após o final da refeição, e o resultado obtido demonstra um impacto bastante considerável no combate ao desperdício: a redução para metade.

“Os resultados agora conseguidos superaram as expectativas desta campanha de combate ao desperdício alimentar, já premiada com o Selo de Reconhecimento PRATØ – Boas Práticas de Prevenção do Desperdício Alimentar, atribuído pela Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar à receita do Xiribitatatatá (folhado em forma de cesto, cujo recheio decorre de aproveitamento/sobras de pratos de carne, de peixe ou vegetariano)”, avança a universidade em comunicado.

A campanha Menos é Igual a Mais incluiu a sensibilização da comunidade universitária e o respectivo envolvimento na partilha de sugestões e práticas a adoptar neste contexto, bem como uma intensa fase de preparação e reflexão dos trabalhadores da Divisão de Alimentação dos SASUC.

Foram também adotados novos comportamentos na confecção das ementas, com novidades lançadas mensalmente. A última, lançada em Janeiro, prende-se com a adoção de uma sugestão da comunidade universitária: ilha de saladas na Cantina do Polo II.

“O sucesso da iniciativa traduziu-se também no esforço colectivo da Comunidade UC, contribuindo com sugestões de boas práticas para a diminuição do desperdício, na adesão da comunidade universitária ao doseamento dos seus pratos, solicitando a quantidade certa às necessidades individuais e ainda no esforço dos trabalhadores dos SASUC na adoção de comportamentos mais sustentáveis”, concluiu a universidade.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

29/02/2016

Universidade de Coimbra reduz desperdício alimentar para metade

Fonte: Green Savers Em Abril de 2015, as cantinas da Universidade de Coimbra (UC) registavam oito toneladas de resíduos alimentares por mês. Menos de um ano depois, fruto da campanha Menos é Igual a Mais, realizada pelos Serviços de Ação Social (SASUC), o desperdício baixou para metade, ou seja, passou de oito para quatro toneladas. Na semana passada, os SASUC […]