17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]
25/01/2021

Consulta pública da logística reversa do vidro aberta até dia 05.02, participe!

Consulta pública sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e o Sistema de Logística Reversa de embalagens de vidro. Foi publicada, em 29/12/20, a Portaria nº 641, do Ministério do Meio Ambiente, que abre uma consulta pública sobre a edição de um Decreto que visa regulamentar a Política Nacional de Resíduos Sólidos, mais especificamente o §1º do caput do […]
20/01/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos de da construção civil

A indústria da construção civil é uma das mais importantes atividades socioeconômicas do Brasil, sendo o maior setor empregador da economia nacional e tendo participação de 6,5%% do PIB Brasileiro. Devido à intensa mudança na paisagem, o excessivo consumo de recursos naturais e a elevada geração de resíduos, o setor é grande degradador do meio ambiente. Ele é responsável por […]
11/01/2021

E-commerce pode ser culpado pelo aumento da poluição por resíduos

O pico nas vendas online graças à pandemia teve consequências que vão além da digitalização e mudanças nos hábitos de consumo. Compradores estão tendo dificuldade de descartar corretamente embalagens de produtos e nunca se acumulou tanto papelão nas ruas, segundo a empresa de coleta norte-americana Republic Services. A companhia relatou um aumento de 25% nas coletas de resíduos feitos em residências. Ao […]
07/01/2021

Lei que proíbe utilização de pratos, copos e talheres de plástico entre em vigor em SP

Sancionada em 2020, regra passou a valer a partir do dia 1° de janeiro deste ano. Entretanto, multas e punições previstas no texto original só podem ser aplicadas após regulamentação, que ainda não foi feita pela gestão municipal. A lei municipal nº 17.261, de 13 de janeiro de 2020 proíbe estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo de fornecer aos […]

Fonte: Jornal da USP

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicam que 2017 é o segundo ano com o maior número de queimadas da história. A objetividade dos números mostra que, de janeiro a setembro, 185 mil focos de incêndio foram detectados no País; em 2010, foram cerca de 194 mil ocorrências dessa natureza. Somente em setembro deste ano, mais de 95 mil queimadas atingiram florestas brasileiras.

Além da ação humana – principal responsável pela ocorrência de incêndios -, não se pode desprezar o poder dos raios, os quais contribuem com sua cota de destruição para agravar o problema. A informação é da professora Vânia Regina Pivello do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Ela lembra que o Brasil é um dos países com maior incidência de raios no mundo, principalmente em sua região central, em que se tem uma vegetação – o cerrado – que favorece a ocorrência de queimadas.

No entanto, a grande maioria dos incêndios em florestas é mesmo proveniente da ação humana, à qual se juntam, em algumas regiões do País, longos períodos de estiagem e baixas condições de umidade do ar. Florestas úmidas, como as que abundam em São Paulo, “não queimam com facilidade” pelas suas próprias características, explica a professora Vânia. De resto, o fenômeno de incêndios florestais não é único e exclusivo do Brasil, atingindo igualmente países do Hemisfério Norte. Em Portugal e na Espanha, por exemplo, em que o verão é quente e seco e as vegetações possuem resina, a propagação do fogo é maior, assim como é mais alta a temperatura das chamas.

Ao contrário do que ocorre no cerrado, em que queimadas fazem parte de seu ciclo natural de vida, nas florestas o incêndio é prejudicial para a vegetação e para o ambiente, que se torna mais degradado à medida em que o fogo perdura. A professora Vânia diz que o homem pode agir no sentido de minimizar e prevenir os estragos, bastando para isso manter as queimadas sob controle em áreas prescritas. Ela aconselha cuidados com o entorno das florestas, a fim de minimizar os estragos causados pela queima agrícola ou queima de pastos.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

16/10/2017

Ação humana ainda é a maior causadora de incêndios florestais no Brasil

Fonte: Jornal da USP Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicam que 2017 é o segundo ano com o maior número de queimadas da história. A objetividade dos números mostra que, de janeiro a setembro, 185 mil focos de incêndio foram detectados no País; em 2010, foram cerca de 194 mil ocorrências dessa natureza. Somente em setembro deste […]
06/10/2017

Setembro bateu recordes em queimadas no Brasil

Fonte: Envolverde Setembro foi o mais com mais queimadas no Brasil, nos últimos 20 anos, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Temperaturas altas, clima seco e falta de chuva são fatores que contribuem para o surgimento de focos de incêndio. Mas a intervenção do homem é sem dúvida alguma a principal causa dessas ocorrências, provocando […]