24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Uma das discussões do Fórum Econômico Mundial, que aconteceu em Davos em Janeiro deste ano, foi sobre o futuro do trabalho. Acompanhando o tema em diversas palestras que já vimos sobre o futuro, já tínhamos a informação de pesquisas que estimam que 65% das crianças na escola possivelmente terão profissões que não existem nos dias atuais.

Uma equipe de profissionais acompanhou os painéis em Davos observando as discussões sobre o tema e então, imaginaram e desenvolveram o conceito de 6 profissões do futuro. O renomado artista francês Florian de Gesincourt, em parceria com a agência digital AKQA, o estúdio Happy Finish, e o Misk Global Forum,  transformou os conceitos abstratos em ilustrações.

1.Reciclador de Aterros

A foto em destaque no título desta matéria representa este profissional. Diante da situação de sobrecarga dos aterros sanitários em todo o mundo, essa profissão não nos surpreendeu. Mas continuamos acreditando e trabalhando para conscientizar pessoas e empresas a reduzir a quantidade de lixo gerado, repensando o fluxo de materiais utilizados e fazendo uma gestão de resíduos inteligente.

2.Eticista de tecnologias públicas

Ilustração de Florian de Gesincourg - Futuro do Trabalho - WEF - publico (Foto: Divulgação)

(Foto: divulgação)

Pautado em princípios éticos o profissional tem o papel de avaliar se uma tecnologia será boa para uso público.

3.Operador de impressora 3D

Ilustração de Florian de Gesincourg - Futuro do Trabalho - WEF - construção (Foto: Divulgação)

(Foto: divulgação)

Espera-se que a tecnologia das impressoras 3D avance e atinja produções de estruturas de grande porte, que serão usadas em construções civis, por exemplo. Esse profissional deverá ser capaz de operar tais impressoras.

4.Cirurgião remoto robotizado

Ilustração de Florian de Gesincourg - Futuro do Trabalho - WEF - robo (Foto: Divulgação)

(Foto: divulgação)

Hoje robôs já fazem pequenas cirurgias sendo comandados a distância por seres humanos, em áreas de guerra, por exemplo. Em 20 anos robôs poderiam fazer isso em larga escala, sendo comandados por médicos através de conexões 5G.

5.Conservacionista de identidade nacional

Ilustração de Florian de Gesincourg - Futuro do Trabalho - WEF - monumentos (Foto: Divulgação)

(Foto: divulgação)

Preservar a história nacional, usando de recursos tecnológicos como realidade virtual será uma das responsabilidades desse profissional.

6.Engenheiro de Blockchain

Ilustração de Florian de Gesincourg - Futuro do Trabalho - WEF - blockchain (Foto: Divulgação)

(Foto: divulgação)

A tecnologia disruptiva do blockchain terá profissionais dedicados para aumentar sua infraestrutura.

Segundo Peter Sondergaard, VP da Gartner Insights, em 10 anos os trabalhos exigirão mais inteligência, análise e  criatividade, e o que é repetitivo será feito por máquinas. Tais mudanças já estão exigindo novos modelos de aprendizagem e desenvolvimento assim como a criação de locais de trabalho híbridos que combinam tecnologia e informação para receber equipes multifuncionais.

Fonte: Gartner e Época Negócios

 

Seu evento pode gerar impacto positivo
e obter redução de custo com a gestão de resíduos.

Saiba como, aplicando os princípios do movimento Sou Resíduo Zero

 

 

20/02/2018

Reciclador de aterros será profissão do futuro

Uma das discussões do Fórum Econômico Mundial, que aconteceu em Davos em Janeiro deste ano, foi sobre o futuro do trabalho. Acompanhando o tema em diversas palestras que já vimos sobre o futuro, já tínhamos a informação de pesquisas que estimam que 65% das crianças na escola possivelmente terão profissões que não existem nos dias atuais. Uma equipe de profissionais […]