24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Envolverde

Dia 2 de agosto, a Lei nº 12.305/10, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), completa seis anos com avanços na destinação dos resíduos gerados pela população após o consumo. Assinada por 22 associações e mais de quinhentas empresas, a lei amplia a capacidade do Brasil na destinação adequada das embalagens pós-consumo e prevê o gerenciamento integrado de resíduos sólidos gerados em larga escala diariamente.

Segundo pesquisas divulgadas pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (CEMPRE), desde a aprovação da lei ocorreu um aumento de 138% no número de cidades que desenvolvem programas de coleta seletiva. Muitas ações superaram as exigências da PNRS. Isso porque, as iniciativas de algumas empresas atingiram todo o território nacional, contemplando um número 44% maior de municípios do que a meta estabelecida pelo Ministério do Meio Ambiente. As parcerias da indústria e comércio expandiram também nesse período o índice de Pontos de Entrega Voluntária existentes no Brasil. Os dados revelam que, entre 2012 e 2014, foram instalados 1.646 PEVs resultado 255% superior à meta estipulada para 2015.

“A PNRS, aprovada em 2010, lançou obrigações que devem ser compartilhadas por todos os setores da sociedade”, comenta Vitor Bicca, presidente do CEMPRE. “Apesar do aumento expressivo, apenas 18% do total de cidades em todo Brasil desenvolvem programas de coleta seletiva. Ainda temos muitos desafios pela frente. Nossa meta no acordo é reduzir em 22% a quantidade de embalagens pós-consumo destinadas a aterros até 2017”, finaliza.

Em comemoração à data, será realizada uma audiência pública no Senado e um debate na Câmara dos Deputados, para avaliar os avanços e perspectivas dos seis anos de vigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Participarão do debate o Ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho, o Presidente do CEMPRE, Victor Bicca e o representante do Movimento Nacional dos Catadores, Roberto Laureano.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

10/08/2016

Política Nacional de Resíduos Sólidos completa 6 anos

Fonte: Envolverde Dia 2 de agosto, a Lei nº 12.305/10, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), completa seis anos com avanços na destinação dos resíduos gerados pela população após o consumo. Assinada por 22 associações e mais de quinhentas empresas, a lei amplia a capacidade do Brasil na destinação adequada das embalagens pós-consumo e prevê o gerenciamento […]
29/09/2015

Por falta de aterro ou entrave, lixo em SP viaja até 224 km a destino final

Fonte: Programa Cidades Sustentáveis Os 30 mil moradores de Iguape, no sul do Estado, podem não saber, mas o lixo colocado na calçada das casas percorrerá 218 km pela Régis Bittencourt até o destino final, na Grande São Paulo. Já o que jogam fora os habitantes de Igarapava, no interior paulista, chegará à mineira Uberaba, enquanto Barra Mansa, no Rio […]