30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
26/04/2021

O que é MTR (Manifesto de Transporte de Resíduos)?

O Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR é um documento que os geradores de resíduos devem emitir através do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR, e estão sujeitos à elaboração da PGRS. O mesmo permite que os resíduos gerados e destinados sejam rastreados. O documento emitido é numerado e deverá acompanhar o transporte […]
15/04/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Qualquer tipo de negócio é um potencial gerador de resíduos, uma vez que estamos constantemente utilizando materiais e consumindo alimentos em nossas atividades diárias. Acabar com os impactos negativos da geração de lixo é um desafio e tanto, porém, de alguma forma, essas atividades podem ser mitigadas e gerar impactos positivos de âmbito social, econômico e ambiental. Fazer a gestão […]
31/03/2021

Conheça a IN IBAMA 13/2012

Entre os instrumentos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/10), encontramos o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos e o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras de Recursos Ambientais. Estes instrumentos estão atribuídos ao SISNAMA – Sistema Nacional do Meio Ambiente – que dispõe como um de seus Órgãos Executores o IBAMA […]
17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]

Fonte: Hypeness

Quantos de nós usamos plástico na cozinha? Aquele que embala alimentos, potes, lanches… E depois de usados, para onde vai todo esse lixo? Pensando neste tipo de situação e zelando pela preservação dos recursos naturais que pesquisadores brasileiros fizeram uma obra-prima da ciência e da sustentabilidade.

O material criado não é derivado do petróleo e tem como base e sabor frutas e legumes. Entre as matérias-primas utilizadas estão beterraba, mamão, maracujá, goiaba, espinafre, tomate… Assim ajudando também a diminuir o desperdício de alimentos, podendo utilizar aqueles mais maduros ou os próprios restos da comida.

“Nós conseguimos desenvolver uma formulação que alia as propriedades de flexibilidade dos plásticos comerciais sintéticos com as propriedades nutritivas do alimento”, explica o coordenador da pesquisa, Luiz Henrique Mattoso, ao Jornal Nacional.

As películas podem ser usadas para a conservação e para o preparo de alimentos. O “plástico” é comestível e biodegradável, uma vez que se decompõe em até três meses e ainda pode ser utilizado como adubo ou reaproveitado na rede de esgoto.

E para quem ainda duvida da sua capacidade, o material consegue conservar os alimentos pelo dobro do tempo do plástico convencional, que tem como agravante os 400 anos que ele demora para se decompor na natureza. Além disso é três vezes mais resistente.

A pesquisa foi desenvolvida no laboratório de nanotecnologia da Embrapa, uma empresa brasileira de pesquisa agropecuária localizada em São Carlos, SP. Foram 8 anos de estudos e cerca de 200 mil reais de investimento. Um exemplo para lá de inspirador que mostra que vale a pena investir na educação e no meio ambiente para que nosso país e nossas vidas sejam ainda melhores.

26/01/2016

Pesquisadores brasileiros usam frutas para criar plástico de cozinha comestível e biodegradável

Fonte: Hypeness Quantos de nós usamos plástico na cozinha? Aquele que embala alimentos, potes, lanches… E depois de usados, para onde vai todo esse lixo? Pensando neste tipo de situação e zelando pela preservação dos recursos naturais que pesquisadores brasileiros fizeram uma obra-prima da ciência e da sustentabilidade. O material criado não é derivado do petróleo e tem como base […]