30/04/2021

O que é a NBR 10004/2004?

A Norma Técnica Brasileira 10004/2004 tem por objetivo classificar os resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. Esta NBR não considera resíduos radioativos, ficando sob responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear. Qual sua importância? O estabelecimento de uma padronização e codificação dos resíduos facilita o gerenciamento […]
26/04/2021

O que é MTR (Manifesto de Transporte de Resíduos)?

O Manifesto de Transporte de Resíduos – MTR é um documento que os geradores de resíduos devem emitir através do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR, e estão sujeitos à elaboração da PGRS. O mesmo permite que os resíduos gerados e destinados sejam rastreados. O documento emitido é numerado e deverá acompanhar o transporte […]
15/04/2021

Tudo que você precisa saber sobre Gestão de Resíduos Sólidos

Qualquer tipo de negócio é um potencial gerador de resíduos, uma vez que estamos constantemente utilizando materiais e consumindo alimentos em nossas atividades diárias. Acabar com os impactos negativos da geração de lixo é um desafio e tanto, porém, de alguma forma, essas atividades podem ser mitigadas e gerar impactos positivos de âmbito social, econômico e ambiental. Fazer a gestão […]
31/03/2021

Conheça a IN IBAMA 13/2012

Entre os instrumentos definidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei 12.305/10), encontramos o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos e o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras de Recursos Ambientais. Estes instrumentos estão atribuídos ao SISNAMA – Sistema Nacional do Meio Ambiente – que dispõe como um de seus Órgãos Executores o IBAMA […]
17/02/2021

A inconsciência que degrada, a arte que transforma

Matéria por Ana Rocha O meio ambiente e o resíduo Concordamos que nos últimos 30 anos a humanidade evoluiu em vários aspectos importantes para a nossa sobrevivência. Não podemos dizer que possuímos pouca quantidade de informação sobre como tratar o nosso lixo, já que a internet dispõe de uma tonelada de informações válidas e práticas de como proceder com os nossos […]

Fonte: Hypeness

Nas caçambas de lixo de supermercados franceses, não é difícil encontrar pacotes fechados de iogurtes que venceram há alguns dias, frutas que, apesar de amassadas, podem ser consumidas tranquilamente e pães do dia anterior. Todos esses itens poderiam ajudar as milhares de pessoas que passam fome por lá, mas as grandes redes fazem questão de jogá-los fora – com direito a banho de água sanitária e cadeado. Mas isso está para mudar. Uma nova lei promulgada na França exige que todas as sobras de alimentos em supermercados sejam doadas para instituições de caridade ou usadas para alimentar animais, ficando proibido o desperdício.

A lei será válida para todos os supermercados com mais de 400 metros quadrados e prevê multas de 75 mil euros e dois anos de prisão caso não seja cumprida. Embora os grandes supermercados representem cerca de 5% do desperdício total de alimentos, segundo a Fédération du Commerce et de la Distribution (Federação do Comércio e Distribuição), este já é um passo importante. A medida faz parte de um pacote ainda maior de iniciativas contra o desperdício de alimentos, envolvendo também projetos em escolas sobre o aproveitamento dos alimentos.

Estima-se que cada francês jogue fora cerca de 20 kg de alimentos todos os anos, sendo 7 kg destes alimentos embalados. É errado pensar que nos países europeus não haja fome. Segundo o The Guardian, diversas prisões chegaram a ser feitas contra pessoas que buscavam no lixo de supermercados alguns alimentos descartados.

23/10/2015

França obriga supermercados a doarem alimentos que seriam descartados

Fonte: Hypeness Nas caçambas de lixo de supermercados franceses, não é difícil encontrar pacotes fechados de iogurtes que venceram há alguns dias, frutas que, apesar de amassadas, podem ser consumidas tranquilamente e pães do dia anterior. Todos esses itens poderiam ajudar as milhares de pessoas que passam fome por lá, mas as grandes redes fazem questão de jogá-los fora – […]