24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Hypeness

Nas caçambas de lixo de supermercados franceses, não é difícil encontrar pacotes fechados de iogurtes que venceram há alguns dias, frutas que, apesar de amassadas, podem ser consumidas tranquilamente e pães do dia anterior. Todos esses itens poderiam ajudar as milhares de pessoas que passam fome por lá, mas as grandes redes fazem questão de jogá-los fora – com direito a banho de água sanitária e cadeado. Mas isso está para mudar. Uma nova lei promulgada na França exige que todas as sobras de alimentos em supermercados sejam doadas para instituições de caridade ou usadas para alimentar animais, ficando proibido o desperdício.

A lei será válida para todos os supermercados com mais de 400 metros quadrados e prevê multas de 75 mil euros e dois anos de prisão caso não seja cumprida. Embora os grandes supermercados representem cerca de 5% do desperdício total de alimentos, segundo a Fédération du Commerce et de la Distribution (Federação do Comércio e Distribuição), este já é um passo importante. A medida faz parte de um pacote ainda maior de iniciativas contra o desperdício de alimentos, envolvendo também projetos em escolas sobre o aproveitamento dos alimentos.

Estima-se que cada francês jogue fora cerca de 20 kg de alimentos todos os anos, sendo 7 kg destes alimentos embalados. É errado pensar que nos países europeus não haja fome. Segundo o The Guardian, diversas prisões chegaram a ser feitas contra pessoas que buscavam no lixo de supermercados alguns alimentos descartados.

23/10/2015

França obriga supermercados a doarem alimentos que seriam descartados

Fonte: Hypeness Nas caçambas de lixo de supermercados franceses, não é difícil encontrar pacotes fechados de iogurtes que venceram há alguns dias, frutas que, apesar de amassadas, podem ser consumidas tranquilamente e pães do dia anterior. Todos esses itens poderiam ajudar as milhares de pessoas que passam fome por lá, mas as grandes redes fazem questão de jogá-los fora – […]