24/11/2020

Comércio grande gerador precisa emitir MTR: novo documento eletrônico para gestão de resíduos

Estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços que gerem no território nacional resíduos perigosos e resíduos não perigosos – como sobras de tecidos, papeis e resíduos equiparados aos domésticos, porém em grande quantidade –, deverão emitir, a partir de 1º de janeiro de 2021, o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR). Estas empresas, consideradas grandes geradores, também devem ter Plano […]
09/11/2020
Foto por Cleber Souza para UOL

Lixo invade estação da linha 6-Laranja do metrô; obra se arrasta há 5 anos

“Aqui é um caos. Às vezes eu acho que não vou ver esse metrô pronto nunca”, reclama André do Nascimento, 58, que mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, há 50 anos. O “metrô” a que ele se refere é a Linha 6-Laranja, que começou a ser construída em 2015, mas teve as obras paradas em setembro de 2016, […]
03/11/2020

Pequenas marcas de cosméticos dão exemplo sustentável de ponta a ponta

Desde a escolha da matéria-prima, de fontes renováveis, até a entrega do produto, para garantir destino das embalagens, empreendedores veem alta nas vendas com busca por mais saúde na pandemia Conheça as iniciativas Óleo corporal de calêndula para problemas de pele e inflamações, suavizador vegano de olheiras com alecrim e olíbano, água micelar orgânica com extrato de aloe vera, gel […]
20/10/2020

Os descaminhos do Lixo – Opinião Estadão

Há um grande contingente de pessoas não atendidas por serviços de coleta, e o setor apresenta déficits consideráveis em relação à coleta seletiva, recuperação de materiais e disposição dos resíduos sólidos Nos últimos anos houve uma melhora quantitativa e qualitativa na cobertura de coleta de lixo no Brasil. O avanço, contudo, foi bem menor do que o necessário: há um […]
15/10/2020

Mercado Municipal Kinjo Yamato intitulado como o primeiro Mercado Sustentável da cidade de São Paulo

Sobre o mercado A história do Mercado Municipal Kinjo Yamato tem início no antigo “Mercado Caipira” ou “25 de Março dos produtos hortifrutis”, como era chamado o local antes instalado na Várzea do Parque Dom Pedro e que se tornou conhecido pela comercialização de frutas, legumes e verduras provenientes dos campos onde trabalhavam imigrantes japoneses. Como complemento de renda, esses […]

Fonte: Green Savers

Cerca de 910 toneladas de alimentos são perdidos diariamente, em Portugal. Apesar disso, e segundo dados da Direção Geral de Saúde, 50,7% das famílias portuguesas sofrem de algum grau de insegurança alimentar. Para combater estes dois problemas sociais, surge agora a SmartFarmer, uma nova plataforma digital que quer contribuir para o desenvolvimento rural e crescimento econômico local.

Fruto de uma parceria entre a Oikos – Cooperação e Desenvolvimento e a Fundação Vodafone, a SmartFarmer, assume uma grande importância para a agricultura, a economia e a sociedade rural, permitindo o contacto direto entre o produtor e o consumidor, e estimulando uma maior interação social entre as comunidades rural e urbana.

Disponível durante o mês de agosto de 2016, a SmartFarmer poderá ter um papel fundamental na redução do desperdício alimentar, disponibilizando mecanismos de previsão de compras. Também os produtores locais poderão doar produtos cuja venda ao público não se tenha concretizado, mas que estejam aptos para consumo humano.

Com este novo projeto será possível, por exemplo, comprar e vender produtos e serviços agro-alimentares; saber qual a origem e o modo de produção e certificações dos produtos; conhecer a geo-localização de produtores, consumidores, prestadores de serviços e mercados físicos de proximidade simultaneamente; fazer uma comparação entre o preço médio dos produtos dentro do SmartFarmer e no mercado, entre tantas outras possibilidades.

“Os projetos e as entidades que apoiamos têm sempre o intuito de trazer valor acrescentado e representar benefícios reais para a comunidade. É o caso do SmartFarmer, que vai possibilitar uma aproximação entre os produtores e os consumidores, trazendo vantagens para ambas as partes”, sublinha Mário Vaz, presidente da Fundação Vodafone.

Para a Oikos, “o SmartFarmer será um precioso instrumento para que as entidades e restauração coletiva, públicas e privadas, privilegiem as compras locais de proximidade, gerando valor econômico e emprego nas comunidades, sem colocar em perigo a gestão rigorosa dos seus orçamentos”, assume o presidente da instituição, João José Fernandes.

O SmartFarmer é uma plataforma inovadora, que pode ser acedida através de computador, tablet e de uma aplicação para telemóvel, e quer ter um papel ativo na tão importante relação entre os circuitos agro-alimentares e mercados de proximidade.

srzz

 

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

 

19/07/2016

Smartfarmer: Uma solução inovadora portuguesa para a agricultura

Fonte: Green Savers Cerca de 910 toneladas de alimentos são perdidos diariamente, em Portugal. Apesar disso, e segundo dados da Direção Geral de Saúde, 50,7% das famílias portuguesas sofrem de algum grau de insegurança alimentar. Para combater estes dois problemas sociais, surge agora a SmartFarmer, uma nova plataforma digital que quer contribuir para o desenvolvimento rural e crescimento econômico local. […]