11/12/2018

Indonésia passa a aceitar garrafas plásticas como forma de pagamento para transporte público

O plástico é um grande vilão para o meio ambiente, se descartado de forma inadequada! Estudos estimam que até 2050 terá mais plástico que peixes nos oceanos. Visando aumentar as iniciativas de reciclagem, o governo da Indonésia passou a aceitar garrafas e copos plásticos como moeda de troca para transporte público. A cidade chamada Surabaya, segunda maior cidade do país, […]
06/12/2018

Austrália reduz 80% do uso de sacolas plásticas em apenas três meses

Assim como os canudos, elas já foram combatidas, mas ainda estão presentes no nosso cotidiano. Foram diversas tentativas de por um fim nelas, mas as sacolinhas plásticas resistem, distribuídas ou vendidas a poucos centavos em supermercados de todo o Brasil. Recentemente, o estado do Rio de Janeiro aprovou a proibição das sacolinhas, que devem ser substituídas em supermercados por versões […]
26/11/2018

Brasileiros ganham prêmio internacional com tecnologia inovadora de restauração florestal

Cerca de 30% das mudas de árvores morrem nos primeiros três anos após seu plantio. Mantê-las saudáveis, irrigadas e protegidas do ataque de insetos e outros inimigos naturais requer manutenção constante, trabalho manual e consequentemente, alto investimento. Mais ainda, em áreas remotas de florestas tropicais, quando isso se torna difícil e desafiador. Para tornar mais eficiente e fácil o reflorestamento […]
16/11/2018

Mercearia “pague-o-que-puder” é aberta no Canadá com alimentos que iriam para o lixo

Fundada sob o nome “Feed It Forward”, a mercearia “vende” alimentos e ingredientes doados por supermercados que não tiveram permissão gerencial para vender os produtos em suas redes de lojas. Um genial e inovador empreendimento foi inaugurado no Canadá: a primeira mercearia “pague-o-que-puder” do mundo acaba de ser aberta em Toronto e as prateleiras são abastecidas inteiramente com alimentos quase-desperdiçados, […]
16/11/2018

Quilombolas recuperam sistema agrícola de mais de 300 anos que não usa adubo nem agrotóxicos

Às vezes para evoluir é preciso também olhar para trás, e reconhecer no conhecimento do passado uma solução para um problema do presente e do futuro. Um exemplo disso é a Roça de Coivará, uma técnica de plantio com mais de 300 anos que vem sendo recuperada pelas comunidades quilombolas do Vale do Ribeira, no sudeste paulista. Trata-se de um […]

Desde 2009 o Greenpeace Brasil tem uma campanha que busca alertar a opinião pública sobre os impactos causados pela expansão da criação bovina na Amazônia, expondo o problema e exigindo soluções.

Naquele ano publicamos o relatório “A farra do boi na Amazônia”, que deu origem ao Compromisso Público da Pecuária, assinado pelos maiores frigoríficos do país. Embora o acordo não tenha sido tão efetivo como a Moratória da Soja para frear o desmatamento da maior floresta tropical do mundo, o compromisso é um divisor de águas para o setor. Nunca antes houve uma campanha tão intensa para denunciar a destruição financiada pela pecuária.

Dando continuidade à campanha, em 2015 lançamos o relatório Carne ao Molho Madeira, mostrando que os principais supermercados do Brasil não garantem a seus clientes que a carne vendida nas gôndolas respeite o meio ambiente e os direitos humanos.

Após a pressão de consumidores ativistas, três das principais redes de supermercado do país (Grupo Pão de Açúcar, Walmart e Carrefour) se comprometeram a adotar medidas para garantir o controle sobre a carne que vendem.

Atualmente seguimos acompanhando o cumprimento do compromisso dos supermercados em banir de suas gôndolas a carne contaminada com desmatamento, o que infelizmente ainda está longe de acontecer. O desafio ainda é grande. Cada supermercado está num estágio diferente de implementação. Mas é fato que todos precisam avançar para realmente colocar em prática seus sistemas de controle para impedir que o consumidor leve carne com desmatamento pra casa.

Greenpeace deixa compromisso público da pecuária

Em junho de 2017, após os escândalos de corrupção envolvendo o setor da pecuária no Brasil e os ataques aos direitos humanos e à proteção das florestas, decidimos suspender nossa participação na implementação do Compromisso Público da Pecuária, assumido em 2009 pelos três maiores frigoríficos do país (JBS, Marfrig e Minerva) após a pressão criada pela nossa campanha.

Diante da falta de credibilidade da cadeia como um todo e do retrocesso socioambiental que vivemos neste momento no país, entendemos que a efetividade do compromisso está comprometida. Nas circunstâncias atuais acreditamos ser necessário a criação de condições políticas para que ferramentas de controle social voltem a ter credibilidade.

Desafios para o futuro e o papel do consumidor

Apesar de todos os esforços em andamento, ainda há grandes chances de o consumidor encontrar carne com desmatamento nos supermercados e estabelecimentos que frequenta. Por isso, precisamos continuar pressionando para que o modelo de produção e consumo de carne não contribua para a destruição da maior floresta tropical do planeta.

De um lado, as empresas são responsáveis por garantir a boa origem de seus produtos e os governantes devem prezar pelas condições necessárias para impedir a destruição das florestas e a violação dos direitos humanos.

De outro, cada um nós pode fazer sua parte não só pressionando as empresas e os governos para que cumpram suas responsabilidades, mas também reduzindo o consumo de carne, o que ajuda a diminuir a pressão sobre a floresta.

O Greenpeace continuará expondo e investigando o problema da pecuária na Amazônia e seguirá cobrando e colocando o dedo em todas as feridas abertas da cadeia de produção até o dia em que vidas e árvores não sejam mais tombadas para dar lugar a criação de gado na Amazônia.

Se quiser saber mais, acesse carneaomolhomadeira.org.br.

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

19/01/2018

O combate ao avanço da pecuária na Amazônia Notícia – 9 – jan – 2018

Desde 2009 o Greenpeace Brasil tem uma campanha que busca alertar a opinião pública sobre os impactos causados pela expansão da criação bovina na Amazônia, expondo o problema e exigindo soluções. Naquele ano publicamos o relatório “A farra do boi na Amazônia”, que deu origem ao Compromisso Público da Pecuária, assinado pelos maiores frigoríficos do país. Embora o acordo não tenha sido […]
17/01/2018

Amor é mais associado à felicidade conforme ficamos mais velhos

“Amor é quando ele segura a minha mão pouco antes da decolagem do avião”, respondeu uma das participantes da pesquisa de Thiago de Almeida sobre o conceito de amor. O estudo do psicólogo revelou que a idade, o nível de escolaridade e o gênero são fatores que influenciam a forma como o amor é entendido. Para descobrir as características comumente associadas […]
16/01/2018

O azul volta aos céus de Pequim

As imagens de Pequim sob uma espessa camada de poluição deram a volta ao mundo no ano passado, mas agora o céu azul voltou a dominar a capital chinesa, apesar de a luta contra a contaminação se anunciar longa. “É como se a vida tivesse voltado”, explica satisfeito Zou Yi, um pequinês que há cinco anos fotografa todos os dias […]
12/01/2018

Professora adota currículo da ONU sobre igualdade de gênero em áreas rurais do Pará

A professora paraense Danielle Figueiredo, de 33 anos, dá aulas para alunos do ensino médio em áreas rurais do Pará por meio de um sistema denominado modular. Nele, as aulas são concentradas em apenas uma disciplina durante 50 dias, em locais de melhor acesso para estudantes que vivem longe dos centros urbanos. Isso significa que Danielle, professora de sociologia pós-graduada […]