07/09/2018

Oceanos armazenam mais de 90% do calor produzido pelo efeito estufa

Estudos mostram que mais de 90% do calor produzido pelo efeito estufa são absorvidos pelos oceanos; e a ONU está preparando um relatório para debater estes dados na cúpula de mudança climática de Katowice (Polônia). Esta informação foi confirmada nesta segunda-feira (27) por um pesquisador que participou da reunião da ONU para o Relatório Mundial sobre o Estado do Meio […]
07/09/2018

Estudo liga exposição crônica à poluição a redução nos níveis de inteligência

A pesquisa identificou que a relação entre poluição e performance cognitiva aumenta com a idade e afeta especialmente homens com menor nível de educação. Foram usados dados de 20 mil pessoas que vivem na China e que, em 2010 e 2014, fizeram testes de matemática e de linguagem como parte da CFPS (sigla em inglês para Painel de Estudos da Família da […]
07/09/2018

O lado nada pop do agronegócio

O agronegócio ocupa papel de protagonismo no noticiário brasileiro. Por um lado, chamam a atenção os resultados do setor, que tem sido o fiador da balança comercial do país e um importante pilar do Produto Interno Bruto (PIB), o que se sobressai ainda mais num período de crise. Esse prestígio, porém, murcha quando o foco se volta para a preocupação ambiental e […]
24/08/2018

Pesquisa mostra a necessidade de selos ambientais e reforça o alto impacto do consumo de carne

Pesquisa publicada na Science mostra como diferentes práticas de produção e localizações geográficas levam a impactos ambientais bem diversos entre si. Isso reforça a necessidade de tecnologias para monitorar a agricultura e da aplicação de selos ambientais em produtos alimentícios. Ainda assim, é possível afirmar que o impacto da produção de proteína animal, mesmo quando bem manejada, é bem superior aos demais alimentos Pesquisadores da […]
24/08/2018

Ele tem uma horta na laje de casa com mais de 150 espécies de plantas

Montar uma horta em casa pode ser uma alternativa maravilhosa para se alimentar de forma saudável, gastando menos e, de quebra, descobrindo um novo e divertido hobby. A falta de espaço é um dos principais empecilhos para quem deixa a ideia apenas na vontade, mas esse mineiro prova que, mesmo sem morar em grandes propriedades, é possível. Marquinho Biggs vive em […]

Estudantes sobreviventes do massacre na escola secundária de Parkland, no estado americano da Flórida, onde na semana passada um ex-aluno matou 17 pessoas a tiros, esperam se tornar o rosto do movimento pelo controle de armas.

Em entrevistas às emissoras NBC News e CNN, estudantes anunciaram no domingo (18/02) a realização de uma marcha nacional e um acampamento em Washington para exigir um maior controle no acesso a armas. A marcha está sendo difundida pela internet por meio do movimento Never Again (nunca mais).

Vários estudantes criticaram o presidente dos EUA, Donald Trump, cuja eleição foi fortemente apoiada pela Associação Nacional do Rifle (NRA), que capitaneia o lobby armamentista, e teve uma plataforma que se opõe ao controle de armas. O direito de posse de arma de fogo é protegido pela Segunda Emenda da Constituição.

Trump passou o fim de semana em sua propriedade no sul da Flórida, apenas a uma hora de carro da Marjory Stoneman Douglas High School. No sábado, um dia depois de ter visitado as vítimas hospitalizadas e agradecido pelo trabalho dos profissionais de saúde e de segurança na resposta ao tiroteio, ele afirmou que a oposição democrata não aprovou uma legislação para aumentar o controle de armas quando Barack Obama liderava o país – e controlava Câmara e Senado – “porque não quis”.

“Como se atreve?”

No Twitter, Trump também acusou o FBI (a polícia federal americana) de estar demasiadamente focado nas investigações no caso da Rússia e de falhar na reação às advertências sobre o (antes potencial) atirador.

USA Anti-Waffen-Demonstration in Fort Lauderdale - Emma GonzalezEstudante sobrevivente Emma González aos políticos: “Agora é a hora de se colocaram do lado certo”

“Assim como não querem resolver o problema do Daca programa que protege da deportação os jovens imigrantes indocumentados], por que os democratas não aprovaram uma legislação para aumentar o controle de armas quando tinham tanto a Câmara dos Representantes como o Senado no governo de Obama? Porque não quiseram e agora só falam”, escreveu.

Um dos estudantes da escola da Florida acusou Trump de fomentar uma divisão entre os americanos sobre a questão do controle de venda e posse de armas.

“Você é o presidente. A sua função é manter o país unido e não dividir as pessoas”, disse David Hogg, de 17 anos, ao programa Meet the Press, da NBC. “Como se atreve? As crianças estão morrendo, e o sangue delas está em suas mãos. Por favor, é preciso agir”, acrescentou.

Emma González, estudante sobrevivente do ataque, deu um discurso acalorado num protesto realizado no domingo e mencionou os 30 milhões de dólares em despesas da NRA para a campanha presidencial de Trump.

González citou Trump, o senador da Flórida, Marco Rubio, além do governador do estado, Rick Scott – todos republicanos – num aviso aos políticos apoiados pela NRA.

“Agora é a hora de se colocarem do lado certo, porque isso não é algo que vamos deixar varrer debaixo do tapete”, avisou González.

USA - Florida Shooting - TrauerVigília em uma das 17 cruzes montadas num memorial às vítimas do massacre na escola secundária, em Parkland

Sinais de mudança na Flórida 

Os políticos da Flórida, entretanto, movimentaram-se numa tentativa de elaborar uma legislação. Em entrevista à televisão americana, o senador Rubio abraçou uma lei democrata na legislatura da Flórida que permitiria que tribunais impedissem temporariamente a aquisição e posse de armas para pessoas determinadas como ameaça a outros e a si próprio.

O governador Scott participou de uma vigília de oração a poucos quarteirões do local do massacre. Espera-se que ele anuncie um pacote legislativo com parlamentares republicanos nesta semana.

Depois de mais de um dia de críticas de alunos, a Casa Branca disse que Trump participará de um encontro com estudantes na quarta-feira e se reunirá na quinta-feira com funcionários estaduais e locais de segurança. A marcha e o início do acampamento em Washington estão agendados para 24 de março.

Na quarta-feira passada, o jovem Nikolas Cruz matou a tiros 14 estudantes e três professores na escola secundária de Parkland com um fuzil de assalto AR-15, além de ferir outras 14 pessoas.

Cruz, um jovem órfão com poucos amigos, obcecado por armas e que se gabava por matar animais, havia sido expulso da escola no ano passado por problemas disciplinares.

Fonte: Deutsche Welle

 

srzz

O que você irá deixar para o mundo?

Conheça o Sou Resíduo

 

19/02/2018

Sobreviventes de massacre lideram campanha antiarmas nos EUA

Estudantes sobreviventes do massacre na escola secundária de Parkland, no estado americano da Flórida, onde na semana passada um ex-aluno matou 17 pessoas a tiros, esperam se tornar o rosto do movimento pelo controle de armas. Em entrevistas às emissoras NBC News e CNN, estudantes anunciaram no domingo (18/02) a realização de uma marcha nacional e um acampamento em Washington […]
16/02/2018

JÁ APROVADA, A EXIGÊNCIA DE IMPLANTAR A COLETA SELETIVA EM ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS.

Comissão aprova coleta seletiva obrigatória de lixo nas escolas A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 5860/16, do deputado Felipe Bornier (Pros-RJ), que torna obrigatória a instalação de lixeiras seletivas para reciclagem nas escolas públicas e privadas. Caberá à escola vender o lixo recolhido passível de reciclagem. A medida estabelece que […]
14/02/2018

Contra poluição, Alemanha cogita transporte público gratuito

Sob pressão da União Europeia (UE) para combater a poluição no ar das grandes cidades, o governo da Alemanha afirmou estar considerando um projeto para tornar gratuito o transporte público nas cidades mais poluídas do país, segundo uma carta enviada a Bruxelas e divulgada nesta terça-feira (13/02) pela imprensa alemã. A carta foi enviada ao comissário europeu de Meio Ambiente, […]
14/02/2018

As casas sustentáveis (feitas em 1 dia por pessoas não especializadas) que estão abrigando refugiados na Itália

A situação dos refugiados no planeta é seríssima. Pipocam mundo afora diversas iniciativas que buscam ajudá-los – como o campo para refugiados 100% abastecido por energia solar e casas feitas com garrafas plásticas, que já noticiamos aqui no The Greenest Post. Agora é a vez da pesquisadora iraniana Narges Mofarahian inovar: ela desenvolveu um modelo de casa sustentável de baixo custo para abrigar temporariamente refugiados de maneira adequada. O projeto, […]